• Inovação, Novas Tecnologias e o Futuro do Direito I
    v. 9 n. 19 (2022)

    Esta edição da Revista Humanidades & Inovação é fruto de duradoura parceria entre a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) com Núcleo de Pesquisa em Direito do Araguaia (NUPEDIA), vinculado ao Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Campus Universitário Araguaia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), liderado pela Dra. Sandra Negri, e pelo Grupo de Pesquisa MindTheGap vinculado à Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG – Paraná) e coordenado pelo Dr. Fabrício Bittencourt da Cruz.
    Agradecemos a todas as pessoas que atuaram durante as diversas etapas do processo editorial, especialmente nas avaliações em desk review, double blind review, nas revisões, na editoração, na diagramação e na arte gráfica.
    Esperamos ter contribuído para a Inovação, apresentação de Novas Tecnologias e o Futuro do Direito.

    Organização:
    Profª. Drª. Sandra Negri (UFMT)
    Prof. Dr. Fabrício Bittencourt da Cruz (UEPG)

    Revisão:
    Eliane Herrero Lopes
    Jéssica Drebes Wouters
    Rute Cardoso Drebes

    Apoio técnico:
    Evaristo Tomasoni Neto (UEPG)
    Laíse Milena Barbosa (UFPR)

  • Tendências e Perspectivas do Direito na Atualidade
    v. 9 n. 18 (2022)

    A edição Tendências e Perspectivas do Direito na Atualidade, da Revista Humanidades & Inovação, da Unitins conta com a presença de ilustres pesquisadores apresentando seus conhecimentos em diversos campos do saber a fim de proporcionar alternativas as demandas e problemas da sociedade contemporânea.

    Organização:
    Profª. Drª. Cleide Calgaro (UCS)
    Prof. Dr. Vinícius Pinheiro Marques (UFT)
    Prof. Dr. Tarsis Barreto Oliveira (Unitins)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Setembro de 2022

  • Derecho y Política desde una Perspectiva Multidinamica
    v. 9 n. 17 (2022)

    A proposta do dossiê “estudos latinos americanos DERECHO Y POLÍTICA DESDE UNA PERSPECTIVA MULTIDINAMICA”, possui trabalhos selecionados com autores mexicanos, argentinos, peruanos, equatorianos, espanhóis e brasileiros. Essa junção de contribuições acadêmicas aprimora o debate sobre a complexidade existente na proteção dos Direitos Humanos que, ao mesmo tempo, aproxima e distancia as fronteiras do conhecimento. Aprimorar o debate significa expor temas e situações que se encaixam perfeitamente em cada um dos países latino americanos. Ao tratar de temas sobre Corrupção, Crime e Criminalidade, Estado de Direito, Gênero, Violência, Autoritarismo, Justiça, Sustentabilidade ou Neoliberalismo buscou-se uma representação sobre a diversidade na composição dos textos sobre a ideologia da América Latina.

    Organização:
    Profª.Drª Maurides Macêdo (UFG)
    Prof. Dr. Alessandro Rezende (ISCP)
    Prof. Me. Dante Leonardo Ipanaque (UANL)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Agosto de 2022.

  • Corpo, Festa, Devoção e Religiosidade
    v. 9 n. 16 (2022)

    Os textos que compõem o Dossiê que segue estão repletos de estudos, resultados de pesquisas e reflexões que tecem sobre “Corpo, Festa, Devoção e Religiosidade” em diferentes perspectivas, sob análise de diversos campos do conhecimento científico.

    Organização:
    Prof. Dr. César Evangelista Fernandes Bressanin (UFT)
    Prof. Me. Edmilson Reis (UFT)
    Prof. Dr. Valdir Aquino Zitzke (UFT)

     

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Agosto de 2022.

  • Experiências e reflexões sobre o estágio de docência no PPGE/UFJ
    v. 9 n. 15 (2022)

    A realização do Estágio de docência tem sido um espaço de formação pedagógica dos estudantes de pós-graduação com vistas à sua futura atuação, aproximando-os ao seu espaço de exercício docente; favorecendo o processo de inserção profissional por meio das reflexões acerca do fazer docente no Ensino Superior concomitantemente ao desenvolvimento de sua pesquisa em nível de mestrado ou doutorado.  

    Considerando estes elementos, o presente dossiê tem por objetivo reunir e socializar as experiências e reflexões produzidas por mestrandas e mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Jataí (PPGE/UFJ) no decurso da realização do Estágio de docência.

    Organização:
    Prof. Dr. Ari Raimann (UFJ)
    Profª. Drª.  Camila Alberto Vicente de Oliveira (UFJ)
    Prof. Esp. Tácio Assis Barros (UFJ)

     

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Julho de 2022.

  • Aspectos sociodialetais do português brasileiro
    v. 9 n. 14 (2022)

    Esta chamada da Revista Humanidades & Inovação reuniu artigos resultantes de pesquisas que colocaram em destaque os diferentes aspectos do português brasileiro, em suas faces semântica, lexical, fonológica, morfossintática, discursiva e pragmática.

    Organização:
    Prof. Dr. Daniel Marra (IFTO)
    Profª. Drª. Greize Alves da Silva (UFT)

     

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Julho de 2022.

  • Diálogos interdisciplinares em Educação, Linguagem e Diversidades
    v. 9 n. 13 (2022)

    Flor(S)c(E)(R) dentre as fissuras – a sensível captura de imagem e nomeação dada a ela pela fotógrafa e graduanda em Letras Português/Inglês (UEG) Louise Leite Marotinho sintetiza com maestria os sentidos que emanam do dossiê “Diálogos interdisciplinares em Educação, Linguagem e Diversidades” que ora apresentamos. Construído a partir dos diálogos virtuais e reflexões sentipensadas ao longo da disciplina “Educação e Diversidades” do Programa de Pós-Graduação em Educação, Linguagem e Tecnologias – PPG IELT – da Universidade Estadual de Goiás, ofertada no segundo semestre de 2021, ainda em contexto de isolamento social e atividades emergenciais remotas provocadas pela pandemia da Covid-19, o presente dossiê é um chamado a esperançar.

    Organização:
    Prof.ª Dr.ª Marlene Barbosa de Freitas Reis (UEG)
    Prof.ª Dr.ª Viviane Pires Viana Silvestre (UEG)

     

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Junho de 2022.

  • Laço social, subjetividade e espaço escolar: entre limites e possibilidades na contemporaneidade
    v. 9 n. 12 (2022)

    Os estudos científicos envolvendo a temática laço social, subjetividade e espaço escolar, expandam seus propostos a partir de diferentes campos conceituais. Eles assumem convergências, por exemplo, entre as áreas de filosofia, sociologia, antropologia, psicologia, psicanálise, linguística, entre outras.

    As reflexões epistemológicas sobre o laço social assumem a ideia de que ele não é natural, mas uma construção em que entram em jogo as condições sócio-históricas e ideológicas dos sujeitos. Intervém, na constituição do laço social, a subjetividade, que tem ancoragem no e pelo campo do social. Fatalmente, pelo jogo de identificação que a instituição escola demanda, até por sua natureza coletiva, o laço social engendra diferentes tipos de relação no espaço escolar. Ela só se sustenta a partir do vínculo social entre seus atores sociais, mas, na ética contemporânea, que se regula cada vez mais pela lógica emocional, é preciso pensar que lugar a subjetividade ocupa e/ou deveria ocupar quando se pensa as diversas relações que se desenvolvem no espaço escolar.

    Diante do exposto nos artigos que compõem este dossiê, esperamos que a leitura deles potencializem a realização de estudos capazes de discutir algumas problematizações, como por exemplo: em quais moldes a escola tem servido como espaço para discussão da subjetividade do laço social?  Esse laço social já existe? Quais são suas feições? Esse laço social aponta para a acentuação ou para a rarefação das relações no espaço escolar? Esperamos, portanto, que todas estas reflexões potencializem a percepção das vozes dos sujeitos envolvidos no espaço escolar.

    Organização:
    Prof. Dr. João de Deus Leite (UFNT/PPGL/PPGDire)
    Prof. Dr. Francisco Neto Pereira Pinto (UFNT/Unitpac)
    Prof. Dr. Rubens Martins da Silva (Unitins/Seduc)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Junho de 2022.

  • Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor)
    v. 9 n. 11 (2022)

    O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) é uma ação da CAPES que visa contribuir para a adequação da formação inicial dos professores em serviço na rede pública de educação básica por meio da oferta de cursos de licenciatura correspondentes à área em que atuam. As Editoras da Revista Humanidades & Inovação e a Coordenação Institucional do Parfor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) organizaram essa Edição Especial, que será intitulada “Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor)”. Foram convidados para participar dessa Edição, os Coordenadores Institucionais, Coordenadores de Cursos, Coordenadores Locais, Professores formadores, acadêmicos e egressos do Parfor de várias IES do nosso imenso Brasil.
    Agradecemos às IES que participaram dessa experiência formativa e que contribuirão com seus escritos, relatos e depoimentos. Esperamos que esses escritos possam enriquecer o debate sobre a formação Inicial de professores que atuam na educação básica nosso país, e desejamos uma excelente leitura e uma
    profícua reflexão.

    Organização:
    Prof. Dr. José Carlos de Melo (UFMA)
    Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Maio de 2022

  • Territórios Comuns, Práticas Culturais e Econômicas em Tempos de Covid-19
    v. 9 n. 10 (2022)

    O Dossiê sobre Territórios Comuns, Práticas Culturais e Econômicas em Tempos de Covid-19 procurou receber trabalhos que articulassem questões sobre práticas culturais e econômicas, territórios comuns no recorte temporal da pandemia do Covid-19 e seus desdobramentos nos diversos temas: consequências da pandemia nas práticas sociais, representação, identidade, memória, a questão dos comuns, poder, linguagens e práticas culturais. Esperamos que a leitura dos trabalhos publicados em Humanidades & Inovação possa suscitar problemáticas acerca de pesquisas que abordaram a inter-relação entre Cultura e Território, pois é necessário que os sujeitos e atores sociais precisam dialogar e des-hierarquizar a relação entre saberes e de possibilitar uma maior ação frente a dinâmicas sociais, a interdisciplinaridade pressupõe um diálogo profundo entre sujeitos e saberes oriundos de vários espaços sociais. Desejamos boas leitura e provocações.

    Organização:
    Prof. Dr. Plábio Marcos Martins Desidério (UFNT)
    Prof.ª Dr.ª Olívia Macedo Miranda Medeiros (UFNT)
    Prof. ª  Dr.ª Rejane Cleide Medeiros de Almeida (UFNT)
    Prof. Dr. Dernival Venâncio Ramos Júnior (UFNT)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Maio de 2022

  • I Seminário de Formação de Professores de Língua Inglesa do Tocantins (SEFOPLI - TO)
    v. 9 n. 9 (2022)

    O ano de 2021 foi um dos anos atípicos que todos e todas nós vivenciamos ao redor do mundo. A pandemia de SARS-COV-2 (Covid 19) havia imposto ao mundo, desde o ano anterior, um isolamento e um pânico geral, por conta da alta taxa de transmissibilidade e da gravidade dos casos em muitas das pessoas infectadas pelo vírus. Junto à necessidade de isolamento, nasceu também muitas alternativas relacionadas às formas de comunicação e interação entre pessoas comuns, funcionários, clientes e supervisores e, claro, entre professores, alunos, pesquisadores, extensionistas e público em geral.

    Organização:
    Prof.ª Dr.ª Daniella Corcioli Azevedo Rocha (UFT/Ceclla)
    Prof.ª Dr.ª Elisa Borges de Alcântara Alencar (UFNT/Aplitins)
    Prof.ª Ma. Suiane Francisca da Silva (Semed Palmas-TO/Ceclla)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Abril de 2022.

  • v. 9 n. 8 (2022)

    A primeira edição a contemplar temática livre deste ano da Revista Humanidades & Inovação está composta por trinta artigos. Os artigos foram recebidos no período de 2021 e 2022, avaliados pelo nosso Conselho Científico, e agora chegam para a apreciação do leitor.
    Agradecemos a confiança dos autores em nos encaminhar seus manuscritos e por acompanhar conosco o processo editorial da Revista H&I.


    Organização:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Abril de 2022.

  • Linguagens em diálogo
    v. 9 n. 7 (2022)

    Os estudos de linguagem têm sido objeto de interesse de muitos estudiosos desde épocas remotas. Durante o período de 2021 e 2022, a Revista Humanidades & Inovação recebeu uma diversidade de artigos que contemplam a área de linguagens, evidenciando que o interesse pela linguagem continua sendo constante.

    Contemplamos, neste dossiê, artigos produzidos na UNESP, UFAM, Unitins, UFNT, IFRS, UNISC, UFRN, UFPE, UFF, FEEVALE, UFPB, UEPB, UFT, UNIFAL e UFSB. Ensaios produzidos na UFPE, UNIB, UFMS e FEEVALE; relatos de experiência advindos de atividades realizadas na FEEVALE, UFRGS, UFBA, UFAL e UNESP; finalizando com resenhas de professores da UFSC, UFAM e UFSB; e a entrevista com o escritor araguainense jjLeandro, realizada por professores da UFNT.
    Ao final desta exposição, desejamos que a leitura deste dossiê possa promover o conhecimento das pesquisas sobre os estudos da linguagem na atualidade. Almejamos também que os artigos possibilitem a reflexão e o diálogo entre pesquisas e instituições.


    Organização:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Roseli Bodnar (UFT)

    Março de 2022

     

  • O trabalho docente e um novo processo de construção de conhecimento: o que aprendemos na e com a pandemia II
    v. 9 n. 6 (2022)

    Este segundo volume da edição O trabalho docente e um novo processo de construção de conhecimento: o que aprendemos na e com a pandemia da Revista Humanidades & Inovação buscou observar através dos seus textos nos seus dois volumes, os eixos constituintes da prática pedagógica, desde o trabalho cotidiano dos educadores com os educandos, até as investigações e avaliações do contexto, no qual esse trabalho se desenvolve.
    O diferencial é que esse contexto se deu no momento pandêmico que acometeu o mundo desde março de 2019, até o presente momento, o que nos foi imposta uma mudança de comportamento, no sentido social (distanciamento), no sentido da saúde (higienização mais completa e novos hábitos e cuidados), no sentido educacional (novas formas de ensinar estando distante das escolas).
    Nesse sentido esta edição buscou apresentar aqui as diversas pesquisas e reflexões que compõem esse número, além dos relatos de experiencias deixando claro que com a pandemia foi possível ensinar e aprender com ela.

    Organização:
    Prof. Dr. José Carlos de Melo (UFMA)
    Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Março de 2022.

  • O trabalho docente e um novo processo de construção de conhecimento: o que aprendemos na e com a pandemia I
    v. 9 n. 5 (2022)

    Esta edição da Revista Humanidades & Inovação buscou observar através dos seus textos nos seus dois volumes, os eixos constituintes da prática pedagógica, desde o trabalho cotidiano dos educadores com os educandos, até as investigações e avaliações do contexto, no qual esse trabalho se desenvolve.
    O diferencial é que esse contexto se deu no momento pandêmico que acometeu o mundo desde março de 2019, até o presente momento, o que nos foi imposta uma mudança de comportamento, no sentido social (distanciamento), no sentido da saúde (higienização mais completa e novos hábitos e cuidados), no sentido educacional (novas formas de ensinar estando distante das escolas).
    Nesse sentido esta edição buscou apresentar aqui as diversas pesquisas e reflexões que compõem esse número, além dos relatos de experiencias deixando claro que com a pandemia foi possível ensinar e aprender com ela.

    Organização:
    Prof. Dr. José Carlos de Melo (UFMA)
    Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Março de 2022.

  • Énonciation et Argumentation
    v. 9 n. 4 (2022)

    Cette publication constitue les actes du Colloque International «Énonciation et Argumentation – La sémantique argumentative en dialogue» organisé par les groupes de recherche en sémantique argumentative de l’Université Fédérale de Santa Catarina, de l’Université de Passo Fundo et de l’Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Il s’est tenu en distanciel les 07, 08 et 09 octobre 2021, s’organisant autour de conférences plénières et de groupes de travail francophones et lusophones. Ce numéro de la revue Humanidades & Inovação regroupe un certain nombre d’articles issus de ces différentes présentations. S’y ajoutent deux articles introductifs, l’un en portugais qui porte sur l’histoire de la sémantique argumentative au Brésil, l’autre en français qui porte sur la place de l’énonciation et de l’argumentation dans la sémantique argumentative.

    Les organisateurs,
    Louise Behe (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Marion Carel (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Cristiane Dall’ Cortivo Lebler (Universidade Federal de Santa Catarina – Brasil)
    Corentin Denuc (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Lauro Gomes (Universidade de Passo Fundo – Brasil)

     

    Esta publicação constitui os anais do Colóquio Internacional "Enunciação e Argumentação − a semântica argumentativa em diálogo", organizado pelos grupos de pesquisa em semântica argumentativa da Universidade Federal de Santa Catarina, da Universidade de Passo Fundo e da École des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Esse evento se realizou remotamente, nos dias 07, 08 e 09 de outubro de 2021, e se organizou em torno de conferências plenárias e de grupos de trabalho francófonos e lusófonos. O presente número de Humanidades & Inovação reúne uma série de artigos dessas diferentes comunicações, acrescentando dois artigos introdutórios, um em português sobre a história da semântica argumentativa no Brasil, e um em francês sobre o lugar da enunciação e da argumentação na semântica argumentativa.

    Os organizadores,
    Louise Behe (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Marion Carel (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Cristiane Dall’ Cortivo Lebler (Universidade Federal de Santa Catarina – Brasil)
    Corentin Denuc (École des Hautes Études en Sciences Sociales – France)
    Lauro Gomes (Universidade de Passo Fundo – Brasil)

    Fevereiro de 2022.

  • Avaliação Estandardizada e da/para Aprendizagem na América Latina
    v. 9 n. 3 (2022)

    O presente dossiê partiu do entendimento de que os estudos sobre Avaliação Educacional têm aumentado no século XXI na América Latina. Esse movimento é transversalizado por pesquisas que discutem os exames estandardizados, as concepções avaliativas em circulação nos espaços escolares e/ou sistemas de ensino e a produção de práticas avaliativas da/para aprendizagem. A partir desse olhar, o presente documento reuniu pesquisas realizadas em quatro regiões do Brasil (Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte) e também no Chile, mobilizando 36 pesquisadores divididos em 13 estudos que representam a diversidade do objeto investigado.

    Organização:
    Prof. Dr. Marciel Barcelos (UFT)
    Prof. Dr. Wagner dos Santos (Ufes)
    Prof. Dr. José Alfonso Jimenez Moreno (Universidad Autónoma de Baja California/México)
    Prof. Me. Denilson Junio Marques Soares (IFMG)

     

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Fevereiro de 2022.

  • Educação Superior: movimentos do campo neste início do século
    v. 9 n. 2 (2022)

    O Centro de Estudos em Educação Superior (CEES) e o Grupo de Estudos sobre Universidade (GEU/Unemat/UFMT) vem mui respeitosamente, apresentar os estudos e pesquisas nacionais e internacionais com ênfase na “Educação Superior: movimentos do campo neste início do século”. Neste entender, este dossiê tem como finalidade analisar movimentos que o campo científico da educação superior vem apresentando nesse início do século XXI, com vistas a buscar entender a realidade no Brasil.

    Organização do dossiê:
    Profª. Drª. Marilia Costa Morosini (PUCRS)
    Profª. Drª. Egeslaine de Nez (UFRGS)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Janeiro de 2022.

  • Fronteiras, Saberes, Literatura, Arte e Ensino
    v. 9 n. 1 (2022)

    Os estudos sobre fronteiras ganharam força e diferentes atenções a partir do século XX, ampliando suas perspectivas disciplinares. Paralelamente a esses interesses não podemos desconsiderar a influência dos acontecimentos históricos, matéria fundamental para o debate das fronteiras. Seja por seus conflitos ou pelo levante das vozes baixas, protagonistas na elaboração de imaginárias e de demarcações, imaginamos que não incorreríamos na redundância ao afirmar que essas experiencias investigativas possibilitaram evidenciar algumas das fronteiras existentes, mas invisibilizadas por diferentes razões e interesses.

    O debate presente no dossiê também engloba a descrição de línguas e a temática de culturas indígenas de várias regiões do país. Assim, convidamos você a enveredar pelas fronteiras por meio da leitura desse importante dossiê!

    Organização do dossiê:
    Prof. Dr. Wagner Barros Teixeira (UNILA, PPGL-UFAM)
    Prof. Dr. Carlos Henrique Lopes de Almeida (UNILA)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Janeiro de 2022.

     

  • Infância(s) e suas brincadeiras
    v. 8 n. 68 (2021)

    Este dossiê, sob o título Infância(s) e suas brincadeiras, dedica-se a uma temática que vem sendo historicamente focalizada por estudiosos de diferentes campos do conhecimento (filosofia, história, biologia, psicologia, sociologia e pedagogia), com perspectivas explicativas diversas.

    De Norte a Sul do Brasil estão representadas diversas instituições: UFMA, USP, UFMT, UFPA, UFSCar, UFPR, UNIFESP, UNICAMP, UNISINOS, UFPI, UFRJ, UFSM, UFFS, UNIR, IFRO, UFS, UFSCar, SMEDE de Sorocaba, SEMED de Pinhais, SMEDE de São Paulo e FCC.

    Organização do dossiê:

    Prof. Dr. José Carlos de Melo (UFMA)
    Profª. Drª. Mônica Appezzato Pinazza (USP)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Dezembro de 2021

  • Ensino de História e Relações Étnico-Raciais: olhares interioranos
    v. 8 n. 67 (2021)

    A proposta deste dossiê origina-se de curiosidades, compromissos e lutas. Deve-se à proximidade dos 20 anos de sanção da Lei nº 10.639/03 e à pertinência de avaliar o desenvolvimento da política afirmativa para equidade racial a partir da Educação e do Ensino de História. Ajuda-nos a identificar processos de reestruturação social impulsionados pela expansão e interiorização das universidades públicas, fato que alterou projetos sociais, profissionais, políticos, econômicos, científicos e culturais do Brasil no início do século XXI.

     

    Organização do dossiê:

    Prof. Dr. Gustavo Manoel da Silva Gomes (UFAL)
    Profª. Drª. Martha Rosa Figueira Queiroz (UFRB)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Dezembro de 2021

  • Léxico, Toponímia e Ensino
    v. 8 n. 66 (2021)

    Na formação de enunciados, o indivíduo recorre, primeiramente, às palavras. São elas o recurso fundamental de que se dispõe para a materialização do pensamento. São elas que dão forma e sentido às representações do mundo. Sob a forma de signos, descortinam as possibilidades de dizeres. Portanto, o léxico funciona como um arquivo de unidades básicas para a construção dos enunciados e, segundo Biderman (2001a, p. 178), representa um vasto universo de limites imprecisos e indefinidos, abrangendo todo o universo conceptual de uma língua e se constituindo como a somatória de toda experiência acumulada de uma sociedade e do acervo de sua cultura através das idades.

    Organização do dossiê:

    Profª. Drª. Karylleila dos Santos Andrade (UFT)
    Profª. Drª. Márcia Suany Dias Cavalcante (UEMASUL)
    Prof. Me. Rodrigo Vieira do Nascimento (Unitins)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Novembro de 2021.

  • O papel do Estágio Supervisionado na formação em Educação Física
    v. 8 n. 65 (2021)

    Em meados do 2021, tomamos a iniciativa de provocar a comunidade acadêmica da Educação Física com uma chamada para a submissão de artigos que discutissem a formação docente em nossa área de conhecimento, focalizando, especificamente, o papel do Estágio Supervisionado nesse processo de tornar-se professor de Educação Física. O debate sobre formação e sobre Estágio Supervisionado não se constitui como uma novidade no campo da Educação Física, mas ganha contornos de relevo em decorrência das novas transformações pelas quais os currículos de formação inicial e os escolares vêm enfrentando.

    Organização do dossiê:

    Prof. Dr. Rodrigo Lema Del Rio Martins (UFRRJ)
    Prof. Dr. Marciel Barcelos (UFT)
    Prof. Dr. Mayrhon José Abrantes Farias (UFNT)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Novembro de 2021.

  • Diálogos entre saberes na escola: (con)textos e perspectivas no Tocantins
    v. 8 n. 64 (2021)

    As pesquisas que abrangem o dossiê temático Diálogos entre saberes na escola: (con)textos e perspectivas no Tocantins estão revestidas de um caráter muito particular, seja pela semântica explicitada no título da edição, seja pela importância simbólica conferida à discussão da pesquisa científica no ambiente escolar. 

    Organização:

    Profª. Drª. Maria da Conceição de Jesus Ranke (Seduc)
    Profª. Drª. Liliane Scarpin S. Storniolo (Unitins)
    Profª. Drª. Maria Santana Ferreira dos Santos Milhomem (UFT)

    Outubro de 2021.

  • Educação em tempos de pandemia e outros cenários de crise III
    v. 8 n. 63 (2021)

    O dossiê “Educação em tempos de pandemia e outros cenários de crise" contempla políticas, direitos, pedagogias, diversidade e diferenças, nasce com o objetivo de compartilhar estudos, pesquisas e experiências ocorridas durante esse cenário de pandemia que tem trazido uma série de inquietações e desafios para a Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio em todas as suas modalidades) e para o Ensino Superior, no Brasil e no mundo. O dossiê – constituído por um conjunto de 73 produções escritas, dentre as muitas propostas recebidas e avaliadas, e que está organizado em três volumes – se constitui como rico material de estudo e pesquisa, tanto pela diversidade de temáticas como pelas especificidades de cada um dos textos. Boa leitura!

    Organização do dossiê:

    Prof. Dr. Cleriston Izidro dos Anjos (UFAL)
    Prof.ª Dr.ª Mariany Almeida Montino (Unitins)
    Prof. Dr. Claudio Pinto Nunes (UESB)

    Organização do fluxo contínuo:
    Profª. Drª. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Profª. Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)

    Outubro de 2021.

1-25 de 130