• Autoria e estilo nos estudos de mídia com ênfase na ficção seriada televisiva
    v. 7 n. 21 (2020)

    A meta da publicação “Autoria e estilo nos estudos de mídia com ênfase na ficção seriada televisiva”, fruto da parceria da revista Humanidades & Inovação da Unitins com o Grupo de Pesquisa A-Tevê: Laboratório de Análise da Ficção Televisiva, do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Culturas Contemporâneas da Universidade Federal da Bahia, é fortalecer o debate sobre as abordagens metodológicas que tratam da ficção seriada para televisão, um dos fenômenos culturais mais potentes nas sociedades contemporâneas.

     

     

    Organização
    Maria Carmem Jacob de Souza (UFBA)
    Thaiane Machado (UFBA)
    Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Agosto de 2020.

  • Direitos Humanos II
    v. 7 n. 20 (2020)

    A temática dos Direitos Humanos ocupa posição central no âmbito dos debates acadêmicos no Brasil e no mundo. Dita importância reside não apenas na difusão social do tema, mas na luta pela efetivação dos direitos humanos, consideradas as constantes e sistemáticas violações testemunhadas a todo momento.

    No imaginário social, a equivocada compreensão da noção de direitos humanos representa, por si só, a precariedade de nosso estágio civilizatório, a demonstrar o quanto ainda necessitamos caminhar na difusão social do respeito à integridade e à dignidade da pessoa humana.

    A elaboração do dossiê temático Direitos Humanos materializa este esforço, encontrando na Revista Humanidades & Inovação espaço privilegiado para a reunião de trabalhos de significativa importância, selecionados dentre os melhores artigos científicos produzidos sobre o tema e encaminhados à Revista.

    Organização:

    Bartira Macedo De Miranda (Profa. Associada de Direito da UFG)
    Tarsis Barreto Oliveira (Prof. Adjunto de Direito da Unitins)
    Vinícius Pinheiro Marques (Prof. Adjunto de Direito da UFT)

    Agosto de 2020.

  • Direitos Humanos I
    v. 7 n. 19 (2020)

    A temática dos Direitos Humanos ocupa posição central no âmbito dos debates acadêmicos no Brasil e no mundo. Dita importância reside não apenas na difusão social do tema, mas na luta pela efetivação dos direitos humanos, consideradas as constantes e sistemáticas violações testemunhadas a todo momento.

    No imaginário social, a equivocada compreensão da noção de direitos humanos representa, por si só, a precariedade de nosso estágio civilizatório, a demonstrar o quanto ainda necessitamos caminhar na difusão social do respeito à integridade e à dignidade da pessoa humana.

    A elaboração do dossiê temático Direitos Humanos materializa este esforço, encontrando na Revista Humanidades & Inovação espaço privilegiado para a reunião de trabalhos de significativa importância, selecionados dentre os melhores artigos científicos produzidos sobre o tema e encaminhados à Revista.

    Organização:

    Bartira Macedo De Miranda (Profa. Associada de Direito da UFG)
    Tarsis Barreto Oliveira (Prof. Adjunto de Direito da Unitins)
    Vinícius Pinheiro Marques (Prof. Adjunto de Direito da UFT)

    Agosto de 2020.

  • Educação Básica: Políticas e Gestão Educacional no Território do Tocantins
    v. 7 n. 18 (2020)

    Os diálogos que constituem o primeiro dossiê temático idealizado pela Secretaria da Educação, Juventude e Esportes do Tocantins (Seduc) – Educação Básica – Políticas e Gestão Educacional no Território do Tocantins sinalizam para o estreitamento das fronteiras entre o ensino, de maneira especial à educação básica, e a pesquisa científica.

    Organização:
    Dra. Maria da Conceição de Jesus Ranke (Seduc)
    Dra. Rosilene Lagares (UFT)
    Dra. Mariany Almeida Montino (Unitins)

    Julho de 2020.

  • v. 7 n. 17 (2020)

    No volume dois com temática livre da Revista Humanidades & Inovação, apresentamos aos leitores quarenta artigos, duas resenhas e uma entrevista, compondo a edição do mês de julho.

    Organização:
    Dr.ª Kyldes Batista Vicente
    Dr.ª Darlene Teixeira Castro

    Julho de 2020.

  • v. 7 n. 16 (2020)

    A equipe editorial da Revista Humanidades & Inovação, observando a divulgação científica e a popularização da ciência, apresenta aos leitores quarenta e três artigos, um relato de experiência e um ensaio na edição livre do mês de julho.

    Organização:
    Dr.ª Kyldes Batista Vicente
    Dr.ª Darlene Teixeira Castro

    Julho de 2020.

  • Amazônias
    v. 7 n. 15 (2020)

    A pesquisa sobre as Amazônias objetiva incluir os excluídos da história, mulheres, negros, campesinos, artesãos e todos os que permanecem lutando pelo reconhecimento de suas produções culturais, educacionais, sociais, políticas e econômicas. Todos os que pleiteiam políticas que atendam às suas singularidades.

    Organização:
    Profa. Dra. Jocyléia Santana dos Santos (UFT)
    Profa. Dra. Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Junho de 2020.

  • O Tocantins em direção ao desenvolvimento regional
    v. 7 n. 14 (2020)

    A conquista de melhores patamares de desenvolvimento regional é um grande desafio no mundo contemporâneo, perseguido nos quatro cantos do globo terrestre, e aqui no estado do Tocantins não seria diferente. Os níveis de desenvolvimento atingidos dependem de inúmeros fatores e contextos, porém sabemos que a história é fundamental no processo de aprendizado que nos leva a determinados caminhos. 

    Nosso objetivo com esse dossiê foi de reforçar o debate no Estado do Tocantins – Brasil pela via do conhecimento, pois sabemos que antes de tudo precisamos verbalizar através da linguagem as nossas construções para, posteriormente, concretizá-las. Assim, este dossiê busca trazer provocações, refl exões em diferentes níveis de maturidade, sobre um objeto avesso a modelos pré-determinados e a receitas prontas que são a conquista de melhores níveis de desenvolvimento para as regiões.

    Organização:
    Prof. Me. Augusto de Rezende Campos (Unitins)
    Profa. Dra. Darlene Teixeira Castro (Unitins)
    Prof. Dr. Waldecy Rodrigues (UFT)

    Junho de 2020.

  • Educação, Patrimônio e Paisagens Culturais
    v. 7 n. 13 (2020)

    Pensar a Educação, o Patrimônio e as Paisagens é refletir sobre a cultura e as imagens que carregamos em nós. É ativar a memória e lembrar, pensar o que somos, ver a cidade, o meio rural, e perceber que fazemos parte daquele contexto. É aí que se insere os estudos desse dossiê “Educação, Patrimônio e Paisagens Culturais”. Várias pesquisadoras e pesquisadores de muitas partes do Brasil atenderam o nosso chamamento e contribuíram com suas pesquisas. Pensaram e refletiram sobre cinema na sala de aula, literatura e teatro; trouxeram contribuições que problematizaram o patrimônio e refletiram sobre a paisagem local e regional.

     

    Organização:
    Profa. Dra. Mariza Silva de Araújo (IFESP)
    Prof. Me. Francisco Isaac Dantas de Oliveira (UFRN-PUC-SP)

    Maio de 2020.

  • Pedagogia da alternância: formações, saberes e experiências da educação do/no campo
    v. 7 n. 12 (2020)

    Os textos abordam desde os mais de 50 anos de Pedagogia da Alternância, passando pelas interrogações, seus caminhos e percursos no Brasil, com duas experiências pontuais da França.

    Destaca-se ainda os textos que abordam a formação de professores na Pedagogia da Alternância, assim como outros sobre formação continuada, formação integral, sobre o curso de licenciatura em educação do campo, a formação profissional, a integração saberes e conhecimentos escolares e o ensino médio.

    São estudos e pesquisas de pesquisadoras/pesquisadores brasileiros e franceses de universidades como: UFSCAR, UFMG, UFPA, UFT, UECE, UNEB, UFF, UEPA, UNIVERSITE DE TOURS, além de professoras dos sistemas de ensino estaduais e municipais com narrativas e experiência vivenciadas em Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rio de Janeiro.

    Organização:
    Prof. Dr. Damião Rocha (UFT)
    Prof. Dr. Doriedson do Socorro Rodrigues (UFPA)
    Prof. Dr. Ronaldo Marcos L. Araujo (UFPA)

    Maio de 2020.

  • Histórias de Ensino no Brasil
    v. 7 n. 11 (2020)

    O dossiê Histórias de ensino no Brasil na revista Humanidades & Inovação aborda justamente essas histórias e lembranças, não apenas como registro da memória, mas também como fonte de informações que nos proporcionem a compreensão sobre a diversidade da escolarização no Brasil em tempos e lugares diferenciados, lugares sociais inclusive.


    Organização
    Prof.ª Dr.ª Olivia Morais de Medeiros Neta (UFRN)
    Prof.ª Dr.ª Maria Inês Sucupira Stamatto (UFRN)
    Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente (Unitins)


    Abril de 2020.

     

  • A escolarização da Educação Física no Século XXI: desafios contemporâneos
    v. 7 n. 10 (2020)

    Neste número da Humanidades & Inovação, apresentamos 26 produções relativas à escolarização da Educação Física no Século XXI, enfatizando seus desafios hodiernos. A efervescência dessa questão foi abordada por diferentes óticas e perspectivas teóricas, denotando a riqueza conceitual e de concepções que têm impulsionado as discussões da/na Educação Física contemporânea. Espraiam-se artigos de pesquisa, relatos de experiência, ensaios teóricos e uma resenha para pensar caminhos para a efetivação de uma Educação Física historicamente situada e socialmente comprometida.

     

    Organização
    Prof. Dr. Rodrigo Lema Del Rio Martins (UFT)
    Prof. Dr. André da Silva Mello (UFES)
    Prof. Dr. Giuliano Gomes de Assis Pimentel (UEM)

    Abril de 2020.

  • Tecnologia da Informação, Educação e Inovação
    v. 7 n. 9 (2020)

    O presente dossiê nasce da parceria entre a revista Humanidades & Inovação da Unitins com o Programa de Pós-graduação em Modelagem Computacional de Sistemas – PPMCS da Universidade Federal do Tocantins – UFT na perspectiva do engajamento de diferentes profissionais com o objetivo de despertar a atenção dos leitores para os novos textos com resultados significativos para a sociedade.

    Organização:
    Drª. Darlene Teixeira Castro (Unitins)
    Dr. David Nadler (UFT)
    Dr. George França (UFT)

    Março de 2020.

  • Educação formal e não formal, cultura e currículo III
    v. 7 n. 8 (2020)

    O quadro de desigualdade social no Brasil vem conduzindo as políticas educacionais a se preocuparem com a evasão de alunos e neste contexto a reprovação é um dos elementos que acentua esse fenômeno. Quanto maior a evasão e a reprovação, mais acentuadas as divergências socioeconômicas e culturais num país e uma educação de qualidade pode conter os avanços da evasão e conter, inclusive, a evasão e o fracasso no ensino superior.

    Organização:
    Profa. Dra. Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)
    Profa. Dra. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Prof. Dr. Renan Antônio da Silva (UNIS, UMC e UNESCO)

    Março de 2020.

  • Educação formal e não formal, cultura e currículo II
    v. 7 n. 7 (2020)

    O quadro de desigualdade social no Brasil vem conduzindo as políticas educacionais a se preocuparem com a evasão de alunos e neste contexto a reprovação é um dos elementos que acentua esse fenômeno. Quanto maior a evasão e a reprovação, mais acentuadas as divergências socioeconômicas e culturais num país e uma educação de qualidade pode conter os avanços da evasão e conter, inclusive, a evasão e o fracasso no ensino superior.

    Organização:
    Profa. Dra. Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)
    Profa. Dra. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Prof. Dr. Renan Antônio da Silva (UNIS, UMC e UNESCO)

    Março de 2020.

  • Educação formal e não formal, cultura e currículo I
    v. 7 n. 6 (2020)

    O quadro de desigualdade social no Brasil vem conduzindo as políticas educacionais a se preocuparem com a evasão de alunos e neste contexto a reprovação é um dos elementos que acentua esse fenômeno. Quanto maior a evasão e a reprovação, mais acentuadas as divergências socioeconômicas e culturais num país e uma educação de qualidade pode conter os avanços da evasão e conter, inclusive, a evasão e o fracasso no ensino superior.

    Organização:
    Profa. Dra. Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)
    Profa. Dra. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Prof. Dr. Renan Antônio da Silva (UNIS, UMC e UNESCO)

    Março de 2020.

  • Educação Hoje: reflexões críticas
    v. 7 n. 5 (2020)

    O objetivo deste dossiê é identificar trabalhos no campo educacional, os conflitos ocorridos, suas formas de resolução, formação docente e, a partir dos resultados, iniciar uma aplicação efetiva no cotidiano escolar.

    Organização:
    Profa. Dra. Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)
    Profa. Dra. Kyldes Batista Vicente (Unitins)
    Prof. Dr. Renan Antônio da Silva (UNIS, UMC e UNESCO)

    Fevereiro de 2020.

  • v. 7 n. 4 (2020)

    A Revista Humanidades & Inovação, em seu segundo volume de temas livres do ano de 2020, traz várias temáticas importantes para a contemporaneidade, com enfoques que versam sobre a violência, políticas públicas, gênero, direito do indígena, qualidade em serviços de saúde, inovação e prospecção tecnológica, dentre outros trazidos pelos autores.

    Organização:

    Prof.ª Dr.ª Darlene Teixeira Castro

    Fevereiro de 2020.

  • v. 7 n. 3 (2020)

    Na primeira edição com temática livre da Revista Humanidades & Inovação, neste ano, apresentamos aos leitores vinte e oito artigos, três relatos de experiência, duas resenhas, um ensaio e uma entrevista.

    Organização:

    Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente

    Fevereiro de 2020.

     

  • Capitalismo e Política Social no Brasil
    v. 7 n. 2 (2020)

    O tema proposto para este número da Revista Humanidades & Inovação trata especialmente de questões atuais, envolvendo uma reflexão sobre capitalismo e política social no Brasil, evidenciando alguns avanços e perspectivas através de estudos teóricos e empíricos – artigos científicos, resenhas e relato de experiência - realizados em diferentes regiões brasileiras.

    Organização:

    Dra. Célia Maria Grandini Albiero (UFT)
    Dr. Davi Machado Perez (UFT)
    Dra. Giselli de Almeida Tamarozzi (UFT)

     

    Janeiro de 2020.

  • (Desa)fios da leitura e da escrita na educação básica: (im)possibilidades na contemporaneidade brasileira
    v. 7 n. 1 (2020)

    Este dossiê se inclui em um processo mais amplo de reflexão sobre a Educação Básica brasileira contemporânea que vem sendo desencadeado nas escolas públicas na última década do século XX e nas duas primeiras do século XXI. É notório que há um alto índice de crianças e adultos que não sabem (de)codificar os signos escritos no Brasil, além dos analfabetos funcionais, que são os indivíduos que sabem decodificar os signos linguísticos, mas não conseguem compreender as ambiguidades e entrelinhas do texto.

     

     

    Organização:
    Eduardo Dias da Silva (UnB)
    Robson Coelho Tinoco (UnB)
    Lucimar Pinheiro da Silva Sampaio (UnB)

    Janeiro de 2020.

  • Educação, Pobreza e Desigualdades Sociais: Interlocuções entre Currículo e Ensino
    v. 6 n. 18 (2019)

    O Dossiê Temático “Educação, Pobreza e Desigualdades Sociais: Interlocuções entre Currículo e Ensino”, objetivou o recebimento de trabalhos que tematizassem a Educação como prática sociocultural em sua relação com os fenômenos das desigualdades sociais e a pobreza. A busca pela garantia do direito à educação básica tem sido o foco das políticas educacionais dos governos desde os anos de 1995. As metas 1, 2 e 3 do PNE (Lei nº 13.005, de 25/06/ 2014) corroboram com essa diretriz política.

     

     

    Organização:

    Prof. Dr. Rubens Martins da Silva (Unitins)

    Prof.ª Dr.ª Juciley Evangelista Freire (UFT)

    Prof. Dr. José Carlos da Silveira Freire (UFT)

     

    Dezembro de 2019.

     

  • Política Social e regressões sociais no Brasil: dilemas e desafios
    v. 6 n. 17 (2019)

    O Dossiê Temático “Política Social e regressões sociais no Brasil: dilemas e desafios” proposto pela revista se orienta por reflexões que interpretam a crise estrutural do capital, o neoliberalismo, a desestruturação do Estado, configurando-se em regressões em todas as esferas da vida social que conduzem à barbárie, à violência, à devastação do meio ambiente, às restrições democráticas e o ataque aos direitos humanos.

     

     

    Organização:

    Profa. Dra. Maria Helena Cariaga (UFT)

    Profa. Dra. Vanda Micheli Burginski (UFT)

     

    Novembro de 2019.

  • Edição Especial: Epistemologias e Feminismos negros
    v. 6 n. 16 (2019)

    Para avançar em exercícios de compreensão e explicação dos processos de produção de conhecimentos e saberes em sua relação com pensamentos insurgentes, como o pensamento feminista negro, há que se abrir para um campo altamente dialogado. É neste interativo ambiente dialógico que se torna possível forçar os limites epistemológicos impostos por um modelo de produção de conhecimentos que fora alicerçado em perspectivas hegemônicas, eurocêntricas, brancas e masculinas.

     

     

    Organização:

    Prof.ª Dr.ª Luciana de Oliveira Dias

    Antropóloga, feminista negra e professora da UFG

    Novembro de 2019.

  • Infância, educação Infantil e formação de educadores: desafios e perspectivas
    v. 6 n. 15 (2019)

    O objetivo deste dossiê é socializar estudos sobre a temática da Infância e educação infantil e a formação de seus educadores tanto na questão histórica como na atualidade, apontando seus desafios e suas perspectivas para o presente e o futuro. Busca-se, neste sentido, divulgar pesquisas, reflexões e debates sobre Infância e a educação infantil, entre outras subtemáticas relativas, tais como: História da Infância, formação de educadores para a educação infantil.

     

     

    Organização:

    Prof. Dr. José Carlos de Melo (UFMA)

    Prof.ª Dr.ª Mônica Appezzato Pinazza (USP)

    Prof.ª Dr.ª Maria Odete Vieira Tenreiro (UEPG)

     

    Outubro de 2019.

1-25 de 64