• Aviso aos autores:

    2019-10-31

    Leiam atentamente as regras para submissão na Revista Humanidades e Inovação.

    A partir do dia 1º de novembro de 2019, após a submissão do artigo, não será aceita a troca, inclusão ou exclusão de autores. No ato da submissão é obrigatório o preenchimento total do cadastro.

    Além disso, os trabalhos devem ser originais e inéditos e não estarem em processo de avaliação por outras revistas.

    Editoria

    Saiba mais sobre Aviso aos autores:
  • Chamada dossiê Amazônias

    2019-10-14

    As Amazônias são os territórios, as culturas e as diversas populações presentes nos inúmeros movimentos sociais protagonizados pelos grupos que representam a região. Estes grupos são movimentos de resistência com diferentes sujeitos sociais, dentre estes, os quilombolas, o movimento negro, o movimento sem-terra, os ribeirinhos e os indígenas. A pesquisa sobre as Amazônias objetiva incluir os excluídos da história, mulheres, negros, campesinos, artesãos e todos os que permanecem lutando pelo reconhecimento de suas produções culturais, educacionais, sociais, politicas e econômicas. Todos os que pleiteiam políticas que atendam às suas singularidades.

    Organização:

    Jocyléia Santana (UFT)

    Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Prazo de submissão: 30 de março de 2020.

    Saiba mais sobre Chamada dossiê Amazônias
  • Chamada dossiê Educação formal e não formal, cultura e currículo

    2019-10-14

    O objetivo deste dossiê temático é refletir sobre os principais conceitos de educação formal e a não formal e o papel do educador social dentro da complexidade e diversidade do cenário brasileiro atual. As diferentes sociedades podem ser muito diversas, mas todas têm uma coisa em comum: sua existência se dá por meio de um processo de transmissão. Para uma sociedade prosperar, as gerações mais jovens dependem do velho para guiar o caminho, são hábitos, deferentes tipos de conhecimentos, costumes e crenças que são imperativos para manter qualquer sociedade viva. É a renovação do tecido social que permite que a sociedade progrida: neste cenário encontra-se a educação, seja ela formal, informal ou não formal. Levando-se em conta educação formal, o currículo é normalmente o mesmo, segue os padrões de uma base nacional, pauta-se em competências e habilidades e as diferentes políticas educacionais de um país têm seu tempo e lugar: diferentes teorias, diferentes concepções, desta forma, as escolas limitam o conhecimento, impedem, muitas vezes que sujeitos tenham um espírito crítico mais aprofundado.  As expectativas sociais, desta educação formal, existem para manter as pessoas em grupos para tornar mais generalistas as identidades de uma certa sociedade. Esta edição especial receberá trabalhos inéditos sobre “políticas públicas educacionais, cultura, ensino, formação, didática e projetos educacionais inovadores”.

     

    Organização:

    Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)

    Renan Antônio da Silva (Unesp)

    Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Prazo para submissão: 29 de fevereiro de 2020.

    Saiba mais sobre Chamada dossiê Educação formal e não formal, cultura e currículo
  • Chamada dossiê A escolarização da Educação Física no Século XXI: desafios contemporâneos

    2019-10-14

    A inserção da Educação Física nos currículos escolares, sobretudo após a publicação da BNCC, apresenta sinais de vulnerabilidade no contexto da educação formal, configurando um fenômeno que pesquisadores da área têm denominado de "desescolarização da Educação Física". Paradoxalmente a isso, é cada vez mais frequente a participação de estudantes em atividades físicas e esportivas fora da escola, tornando as manifestações corporais traço marcante das culturas infanto-juvenil. Essas ambiguidades e incertezas têm desafiado os pesquisadores a repensarem a presença da Educação Física na escola, exigindo novas reflexões e práticas que legitimem essa área do conhecimento na dinâmica curricular da Educação Básica.

     

    Organização

    Rodrigo Lema Del Rio Martins (UFT)

    André da Silva Mello (UFES)

    Giuliano Gomes de Assis Pimentel (UEM)

     

    Prazo para submissão: 30 de janeiro de 2020.

    Saiba mais sobre Chamada dossiê A escolarização da Educação Física no Século XXI: desafios contemporâneos
  • Chamada dossiê Infâncias e pesquisas: problematizações epistemológicas, metodológicas e éticas

    2019-10-14

    O dossiê “Infâncias e pesquisas: problematizações epistemológicas, metodológicas e éticas” tem como objetivo a problematização das questões que envolvem a produção de pesquisas com crianças e infâncias em diferentes contextos e cotidianos das cidades. Que dilemas e desafios epistemológicos, metodológicos e éticos os pesquisadores e as pesquisadoras tem enfrentado quando se trata da produção de conhecimento científico a respeito das crianças e infâncias?

    Partindo do princípio de que as questões epistemológicas, metodológicas e éticas orientam nossos modos de fazer pesquisa com/sobre crianças e infâncias, nos interessa reunir e compartilhar análises e perspectivas que nos apontem itinerários de pesquisas, incluindo seus percalços e descobertas, como possibilidades de enriquecimento de um debate e de um campo em construção que ainda possui muitos desafios quando se trata de dar voz e vez às crianças nas pesquisas.

    No que se refere aos instrumentos e fontes, também nos interessa conhecer a diversidade de caminhos adotados nas pesquisas com crianças e infâncias, dentre os quais, podemos citar o uso de desenhos, das fotografias, dos registros escritos e dos periódicos, bem como as proposições de oficinas, rodas de conversa ou dinâmicas, dentre outros possíveis instrumentos e fontes de pesquisa adotadas como formas de conhecer os modos de vida das crianças.

    Organização:

    Cleriston Izidro dos Anjos (UFAL)

    Marcia Aparecida Gobbi (USP)

    Prazo para submissão: 30 de novembro de 2019.

    Saiba mais sobre Chamada dossiê Infâncias e pesquisas: problematizações epistemológicas, metodológicas e éticas
  • PRÓXIMAS EDIÇÕES TEMÁTICAS

    2019-08-12

    Educação, pobreza e desigualdades sociais: interlocuções entre currículo e ensino

    Organização:

    Rubens Martins da Silva (Unitins)

    Juciley Evangelista Freire (UFT)

    José Carlos da Silveira Freire (UFT)

    Prazo de submissão: 30 de outubro de 2019.

     

    (Desa)fios da leitura e da escrita na educação básica: (im)possibilidades na contemporaneidade brasileira

    Organização:

    Eduardo Dias da Silva (UnB)

    Robson Coelho Tinoco (UnB)

    Lucimar Pinheiro da Silva Sampaio (UnB)

    Prazo de submissão: 30 de outubro de 2019.

     

    Infâncias e pesquisas: problematizações epistemológicas, metodológicas e éticas

    Cleriston Izidro dos Anjos (UFAL)

    Marcia Aparecida Gobbi (USP)

    Prazo de submissão: 30 de novembro de 2019.

     

    A escolarização da Educação Física no Século XXI: desafios contemporâneos

    Organização:

    Rodrigo Lema Del Rio Martins (UFT)

    André da Silva Mello (UFES)

    Giuliano Gomes de Assis Pimentel (UEM)

    Prazo de submissão: 30 de janeiro de 2020.

     

    Educação formal e não formal, cultura e currículo

    Organização:

    Maria Cecília de Souza Minayo (FIOCRUZ)

    Renan Antônio da Silva (Unesp)

    Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Prazo de submissão: 29 de fevereiro de 2020.

     

    Amazônias

    Organização:

    Jocyléia Santana (UFT)

    Kyldes Batista Vicente (Unitins)

    Prazo de submissão: 30 de março de 2020.

     

    Saiba mais sobre PRÓXIMAS EDIÇÕES TEMÁTICAS
  • Chamada dossiê Política Social e regressões sociais no Brasil: dilemas e desafios

    2019-06-03

    O Dossiê Temático “Política Social e regressões sociais no Brasil: dilemas e desafios” proposto pela revista se orienta por reflexões que interpretam a crise estrutural do capital, o neoliberalismo, a desestruturação do Estado, configurando-se em regressões em todas as esferas da vida social que conduzem à barbárie, à violência, à devastação do meio ambiente, às restrições democráticas e o ataque aos direitos humanos.
    No contexto de retirada de direitos sociais, de superexploração da força de trabalho, de expropriação do fundo público e de acirramento da luta de classes torna-se necessário refletir criticamente sobre a política social, seus limites e possibilidades na sociedade capitalista, bem como, os desafios postos à sua defesa na agenda política dos movimentos sociais e das organizações da classe trabalhadora.
    Outrossim, propõe que se apresentem artigos que abordem o cenário contemporâneo marcado por uma forte ameaça à condições de vida da classe trabalhadora, das mulheres, de LGBTI+, da população negra, dos povos indígenas, em sua luta pela afirmação de direitos civis, políticos e sociais, bem como, sua garantia por meio do poder público. O que requisita desafios e estratégias de resistência às profundas regressões sociais e políticas impostas pelo avanço do ultraconservadorismo e do neofascismo.

    Organizadoras:

    Profa. Dra. Maria Helena Cariaga

    Profa. Dra. Vanda Micheli Burginski


    Prazo para submissão: até 30 de setembro
    Publicação: novembro de 2019

    Saiba mais sobre Chamada dossiê Política Social e regressões sociais no Brasil: dilemas e desafios