A PESQUISA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS EM EDUCAÇÃO FÍSICA: O ESTÁGIO SUPERVISIONADO COMO PRÁXIS DE INVESTIGAÇÃO E PROBLEMATIZAÇÃO DA REALIDADE EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES

Palavras-chave: Formação de Professores/as. Educação Física. Pesquisa. Estágio Supervisionado.

Resumo

O estudo objetivou analisar o estágio supervisionado como práxis de pesquisa na formação de professores/as de Educação Física, a partir da realidade do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Federal do Pará. A investigação assumiu a abordagem crítico dialética e foi fundamentada em autores/as que discutem o papel da pesquisa e do estágio supervisionado na formação de professores/as. Além disso, apresentou 13 textos produzidos por discentes do curso de Educação Física da UFPA, no ano de 2019, no estágio em espaços não escolares, a fim de evidenciar o estágio enquanto tempo-espaço de pesquisa. O estudo apontou a importância da pesquisa como parte do processo crítico, investigativo e reflexivo na formação dos/as professores/as de Educação Física e também a vivência no estágio possibilita problematizar questões relevantes e necessárias para o mundo do trabalho, que reforçam que a centralidade da atuação do/da professor/a de Educação Física é a docência.

Biografia do Autor

Maria da Conceição dos Santos Costa, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Graduação em Licenciatura  em Educação Física  e Pedagogia.  Docente do Curso de Licenciatura em Educação Física do Instituto de Ciências da Educação (ICED) da Universidade Federal do Pará (UFPA). 

Welington da Costa Pinheiro, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Graduado em Educação Física. Docente do Curso de Educação Física, do Curso de Educação Física, do Instituto de Ciências da Educação (ICED) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Ceres Cemírames de Carvalho Macias, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Graduada em Licenciatura Plena em Educação Física (UEPA). Docente Titular da Escola de Aplicação da UFPA.

Fátima de Souza Moreira, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutora em Estudos do Lazer pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduada em Licenciatura Plena em Educação Física. Docente do Curso de Educação Física, do Instituto de Ciências da Educação (ICED) da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Referências

ALMEIDA JÚNIOR, João Baptista de. O estudo como forma de pesquisa. In CARVALHO, Maria Cecília de (Org.) Construindo o saber – metodologia científica: fundamentos e técnicas. Campinas, São Paulo: Papirus, 1997.

BANDEIRA, Lilian Brandão. Razão Instrumental, Pragmatismo e suas interfaces com a formação de professores de educação física: reflexões a partir do estágio supervisionado curricular obrigatório. 2017. 282 f.Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.

BARREIRO, Iraíde Marques de Freitas; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BARROS, Marizeth; SANTOS, Ana Cristina Batista dos. Por dentro da autoeficácia: um estudo sobre seus fundamentos teóricos, suas fontes e conceitos correlatos. Revista Espaço Acadêmico, v. 10, n. 112, ago. 2010, p. 1-9. Disponível em:https://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/10818. Acesso em: 28 nov. 2021.

BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. São Paulo: Saraiva, 2008.

BRACHT, Valter. Educação Física & Ciência: cenas de um casamento (in)feliz. Ijuí: Unijuí, 2007.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

DE ROSE JR, Dante. Esporte e atividade física na infância e adolescência: uma abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2009.

DEMO, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. São Paulo: Cortez, 2011.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. O papel do estágio nos cursos de formação dos professores. In: PICONEZ, Stela Bertholo. (Org.). A prática de ensino e o estágio supervisionado. 24. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012. p. 47-55.

FREITAS, Cintia de La Rocha; FRUTUOSO, Anderson Simas. Ginástica no Brasil: ausência na escola x ascensão na academia. Motrivivência (online), v. 28, n. 47, maio 2016, p. 278-289. Disponível em https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2016v28n47 p278:

FRIZZO, Geovanni. O trabalho pedagógico como referência para a pesquisa em Educação Física. Pensar a Prática, [S. l.], v. 11, n. 2, 2008, p. 159–167. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/3535. Acesso em: 10 dez. 2021.

GATTI, Bernadete Angelina. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Liber Livro Editora, 2012.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e Gestão da Escola. 4ª ed. Goiânia: Editora Alternativa, 2001.

LONGO, Renan Acerbi; TERTULIANO, Ivan Wallan; SENA, Arthur Bernardino Domene; MORÃO, Kauan Galvão; VERZANI, Renato Henrique; MACHADO, Afonso Antônio. A permanência de crianças e jovens nos esportes: olhares para iniciação e especialização esportiva. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 15, n. 2, p. 121–132, 2017..2017.v15.n2.p121.Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/16722. Acesso em: 11 nov. 2021.

MACIAS, Céres Cemírames de Carvalho. Entre saltos, equilíbrios e rotações: a trajetória de escolarização e a produção científica de ginástica do ensino superior. 2017. 228 f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal do Pará, Belém, 2017.

MOREIRA, Herivelto; CALEFFE, Luiz Gonzaga. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro: Lamparina, 2008.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. Trabalho docente. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana Maria Cancella; VIEIRA, Lívia Fraga. DICIONÁRIO: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Condições de trabalho docente: uma análise a partir dos dados de sete estados brasileiros. In: ____ (org.). Trabalho docente na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

OLIVEIRA, Maria Marli de. Como fazer pesquisa qualitativa. Petrópolis/RJ: Vozes, 2010.

PAIM, Maria Cristina Chimelo; PEREIRA, Érico Felden. Fatores motivacionais dos adolescentes para a prática de capoeira na escola. Motriz, Rio Claro, v. 10, n. 10, p. 159-66, 2004. Disponível em: https://www.rc.unesp.br/ib/efisica/motriz/10n3/09CCP_hp.pdf. Acesso em: 11 nov. 2021.

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA. Universidade Federal do Pará, 2012.

SAMULSKI, Dietmar Martin. Psicologia do esporte. Barueri: Manole, 2002.

SANCHEZ GAMBOA, Silvio. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. Chapecó/SC: Argos, 2012.

TAFFAREL, Celi Nelza Zülke. A formação do profissional da educação: o processo de trabalho pedagógico e o trato com o conhecimento no curso de educação física. 1993. 310f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

VEIGA, Ilma Passos de Alencastro. Docência como atividade profissional. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro e D’AVILA, Cristina Maria (Orgs). Profissão docente: novos sentidos, novas perspectivas. Campinas, São Paulo: Papirus, 2008, p. 13 – 22

Publicado
2022-04-08
Seção
O PAPEL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA