ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: ANÁLISES A PARTIR DA LITERATURA ACADÊMICA

Palavras-chave: Educação Física. Educação Infantil. Estágio Curricular Supervisionado. Formação Docente.

Resumo

Analisa as possibilidades que têm sido identificadas nos ECS para qualificar a formação docente e atuação profissional de professores de Educação Física com a Educação Infantil, a partir das indicações extraídas da literatura acadêmica. Trata-se de uma Revisão Integrativa, que utilizou como fontes as bases SciELO, Redalyc, Google Scholar e Periódicos CAPES. Nessas bases, selecionamos 12 estudos, que foram examinados a partir das categorias formuladas após a leitura dos artigos: Práticas pedagógicas e Identidade docente e Formação. Os resultados apontam que o Estágio Curricular Supervisionado é visto como oportunidade fundamental para qualificar a formação docente, favorecendo a tomada de consciência acerca dos desafios e das possibilidades de se trabalhar pedagogicamente as especificidades da Educação Física no contexto da Educação Infantil. Além disso, que o cotidiano escolar é um espaço-tempo potente para (re)pensar as práticas pedagógicas, preferencialmente, em diálogo com as crianças, respeitando-as como sujeitos ativos nesse processo.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo de Almeida Gomes, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Licenciado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Membro do grupo de pesquisa Laboratório Multiprofissional de Estudos em Educação e Humanidades (Lab-EDUCH/UFRRJ).

André da Silva Mello, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutor em Educação Física pela Universidade Gama Filho (UGF). Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Líder do Núcleo de Aprendizagens com as Infâncias e seus Fazeres (NAIF/UFES). 

Rodrigo Lema Del Rio Martins, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Professor do Mestrado Profissional da Educação Física em rede (ProEF) na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Vice-Líder do Núcleo de Aprendizagens com as Infâncias e seus Fazeres (NAIF).

Doutorado em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Professor do Programa de Pós-Graduação de Educação Física em Rede Nacional (ProEF) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Vice-líder do Núcleo de Aprendizagens com as Infâncias e seus Fazeres (NAIF/UFES) e Líder do Grupo de Pesquisas em Docência na Educação Física (GPDEF/UFRJ). 

Referências

ALVES, Melina Silva. MARTINS, Rodrigo Lema Del Rio. Formação em educação física no Brasil: realidade, contradições e possibilidade. Revista Formação em Movimento, Rio de Janeiro, v. 3, n. 6, p. 467-478, 2021. Disponível em: <http://costalima.ufrrj.br/index.php/FORMOV/article/view/954>. Acesso em: 11 out. 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE nº 2, de 20 de dezembro de 2019. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Brasília, DF: MEC/CNE, 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE nº 6, de 18 de dezembro de 2018. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física. Brasília: MEC/CNE, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 19 nov. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/diretrizescurriculares_2012.pdf. Acesso em: 19 nov. 2021.

CARVALHO, Janete Magalhães. Do projeto às estratégias/táticas dos professores como profissionais necessários aos espaços-tempos da escola pública brasileira. In: ______ (org.). Diferentes perspectivas da profissão docente na atualidade. Vitória: Edufes, 2002. p. 9-45.

DUARTE, Leonardo de Carvalho. Educação Física Cultural na Educação Infantil: imagensnarrativas produzidas com professoras e crianças nos/dos/com os cotidianos de uma EMEI paulistana. 2021. 384f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação. Programa de Pós-graduação em Educação. São Paulo, 2021.

DUBAR, Claude. A crise das identidades: a interpretação de uma mutação. Tradução Catarina Matos. Porto: Edições Afrontamento, 2006.

EWALD, Anne Schneider. A prática pedagógica da Educação Física com a Educação Infantil: diálogos entre a Sociologia da Infância e o Comportamento Motor. 2021. 115f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.

FARIAS, Uirá de Siqueira et al. Análise da produção do conhecimento sobre a Educação Física na Educação Infantil. Movimento, Porto Alegre, v. 25, [s. n.], p. 1-17, e25058, 2019. Disponível em: <https://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/90145>. Acesso em: 11 out. 2021.

FURLANETTO, Flávio Rodrigo. O tornar-se professor: um estudo sobre a mudança de sentido pessoal no processo de formação inicial. In: SANTOS, Adriana Regina de Jesus dos et al. (org.). Experiências e reflexões na formação de professores. Londrina: UEL, 2012. p. 281-294.

ISBARROLA, Jessica Almeida; COPETTI, Jaqueline. Percepções de estagiários da educação física sobre o estágio supervisionado na Educação Infantil. Revista Exitus, Santarém, v. 8, n. 2, p. 189-218, 2018. Disponível em: <http://ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/534>. Acesso em: 11 out. 2021.

JOB, Ivone. Bibliometria aplicada aos estudos do campo da Educação Física: confiabilidade, qualidade e relevância nas publicações. Motrivivência, Florianópolis, v. 30, n. 54, p. 18-34, jul. 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2018v30n54p18/37033>. Acesso em: 11 out. 2021.

LEITE, Jaciara Oliveira; CAUPER, Dayse Alisson Camara; MARTINS, Poliana Carvalho. Saberes e Movimento–O diálogo entre Educação Física e Educação Infantil: Reflexões a partir da prática pedagógica. Cadernos de Formação RBCE, [s. l.], v. 7, n. 1, p. 9-19, 2016. Disponível em: <http://revista.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/view/2193>. Acesso em: 11 out. 2021.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MANOEL, Edison Jesus. A Abordagem desenvolvimentista da educação física escolar – 20 anos: uma visão pessoal. Revista de Educação Física da UEM, Maringá/PR, v. 19, n. 4, p. 473-488, out./dez. 2008. Disponível em: <https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/5022>. Acesso em: 11 nov. 2021.

MARTINS, Rodrigo Lema Del Rio. O lugar da Educação Física na Educação Infantil. 2018. 211f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.

MARTINS, Rodrigo Lema Del Rio; TOSTES, Luiza Fraga; MELLO, André da Silva. O estágio supervisionado em Educação Infantil e a formação docente em Educação Física. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 10, [s. n.], p. 1-18, 2020. Disponível em: <https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/15181/16723>. Acesso em: 11 out. 2021.

MELLO, André da Silva et al. Educação física na educação infantil: do isolamento pedagógico à articulação com outras áreas do conhecimento. Kinesis, Santa Maria, v. 36, n. 3, p. 15–27, 2018. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/33846>. Acesso em: 11 out. 2021.

MELLO, André da Silva et al. Educação física na educação infantil: produção de saberes no cotidiano escolar. Revista Brasileira de Ciência do Esporte, Florianópolis, v. 36, n. 2, p. 467-484, abr./jun. 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbce/a/rqYKzXmqSR65H8M47gW3RtL/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 dez. 2021.

MELLO, André da Silva et al. Por uma perspectiva pedagógica para a educação física com a educação infantil. Humanidades & Inovação, Palmas, v. 7, n. 10, p. 326-342, 2020. Disponível em: <https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/2868 >. Acesso em: 11 out. 2021.

MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em Ciências Sociais. 3. ed. Barueri: Atlas, 2015.

MILAGRES, Pedro de Oliveira; BAIA, Anderson da Cunha; SANTOS, Doiara Silva. Tematização da cultura corporal africana e afro-brasileira na Educação Física: uma experiência de estágio na Educação Infantil. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 33, n. 2, p. 1-8, 2020. Disponível em: <https://www.seer.ufrgs.br/CadernosdoAplicacao/article/view/106544>. Acesso em: 11 out. 2021.

MIRANDA, Cláudia. Currículos Decoloniais e Outras Cartografias para a Educação das Relações Etnicorraciais: desafios político-pedagógicos frente à Lei 10639/2003, Revista da ABPN, v. 5, n. 11, p. 100-118, 2013. Disponível em: <https://observatoriodeeducacao.institutounibanco.org.br/api/assets/31e86d6e-3ee5-4e17-94f6-c5fd96fd18bb/>. Acesso em: 20 nov. 2021.

MOURA, Diego Luz; COSTA, Kamilla Ribeiro Nunes; ANTUNES, Marcelo Moreira. Educação física e educação infantil: uma análise em seis periódicos nacionais. Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n.1, p. 182-195, jan./mar. 2016. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/34061>. Acesso em: 10 out. 2021.

NÓVOA, Antônio. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa, Portugal: Educa, 2002.

OLIVEIRA, Victor José Machado; MARTINS, David Gomes; PIMENTEL, Nilton Poletto. O cotidiano da educação infantil e a presença da educação física na poética de ser criança. Pensar a prática, Goiás, v. 16, n. 1, p. 118-133, 2013. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/index.php/fef/article/view/16188>. Acesso em: 11 out. 2021.

OLIVEIRA, Victor José Machado. Saúde na educação física escolar: ambivalência e prática pedagógica. 2014. 202f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

PEREIRA, Marcos Paulo Vaz de Campos et al. Formação de professores de educação física: análise da revista Movimento. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon/PR, v. 17, n. 1, p. 199-207, jan./jun. 2019. Disponível em: <https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/21703/pdf>. Acesso em: 11 out. 2021.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria do Socorro Lucena. Estágio e docência. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PROUT, Alan. Reconsiderando a nova Sociologia da Infância. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 141, p. 729-750, set./dez. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/v40n141/v40n141a04.pdf>. Acesso em: 25 nov. 2021.

QUARANTA, André Marsiglia; PIRES, Giovani de Lorenzi. Formação de professores de Educação Física na EAD: inserção na cultura escolar através do estágio supervisionado. Rev Bras Ciên Mov, Brasília, v. 21, n. 1, p. 51-65, 2013. Disponível em: <https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/3333>. Acesso em: 11 out. 2021.

RABELO, Amanda. Estado da arte sobre estágio supervisionado docente nos anos iniciais e na educação infantil. Momento: diálogos em educação, Rio Grande/RS, v. 29, n. 2, p. 249-270, maio/ago. 2020. Disponível em: <https://seer.furg.br/momento/article/view/8908. Acesso em: 11 out. 2021.

RASTELLI, Giovana; FLORES, Mariana Vieira. O atletismo nas aulas de educação física infantil: relato de experiência no estágio supervisionado I. Cadernos de Formação RBCE, [s. l.], v. 6, n. 2, p. 69-76, 2016. Disponível em: <http://www.rbce.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/viewFile/2186/1157>. Acesso em: 11 out. 2021.

RAUSCH, Rita Buzzi. Professor-pesquisador: concepções e práticas de mestres que atuam na educação básica. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 12, n. 37, p. 701-717, set./dez. 2012. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/dialogoeducacional/article/view/4693/4642. Acesso em: 11 dez. 2021.

REICHMANN, Carla Lynn. Letras e letramentos: a escrita situada, identidade e trabalho docente no estágio supervisionado. Campinas: Mercado de Letras, 2015.

RIBEIRO, Rodrigo Caetano; VEDOVATTO, Dijnane. Iniciação docente e constituição da identidade do professor de educação física. Revista Fórum Identidades, Itabaiana, v. 29, n. 1, p. 9-27, 2019. Disponível em: <https://seer.ufs.br/index.php/forumidentidades/article/view/11580>. Acesso em: 11 out. 2021.

RODRIGUES, R. M.; FIGUEIREDO, Z. C. C.; ANDRADE FILHO, N. F. Relações socioprofissionais como elemento de influência na construção das identidades docentes. Movimento, Porto Alegre, v. 18, n. 4, p. 175-195, out./dez. 2012. Disponível em: < https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/29905>. Acesso em: 13 nov. 2021.

ROSA, Jeniffer Rafaella Matoso Vieira da et al. O estado da arte sobre formação inicial de professores. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 6, p. 1-13, 2020. Disponível em: <https://criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/425>. Acesso em: 11 out. 2021.

SANTOS, Wagner et al. Avaliação em educação física escolar: trajetória da produção acadêmica em periódicos (1932-2014). Movimento, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 9-22, jan./mar. 2018. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/63067>. Acesso em: 20 nov. 2021.

SILVA, Grace Kelly; CINTRA, Thalita Tomázia de Alcântara; PINHEIRO, Maria do Carmo Morales. Bebês em movimento: estágio da Educação Física na educação infantil. Cadernos de Formação RBCE, [s. l.], v. 3, n. 1, p. 46-56, 2012. Disponível em: <http://www.oldarchive.rbceonline.org.br/index.php/cadernos/article/view/1538>. Acesso em: 11 out. 2021.

SILVA, Haíla Ivanilda; GASPAR, Mônica. Estágio supervisionado: a relação teoria e prática reflexiva na formação de professores do curso de Licenciatura em Pedagogia. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 99, n. 251, p. 205-221, 2018. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rbeped/a/hX97HhvkMZnDnkxLyJtVXzr/?format=html>. Acesso em: 11 out. 2021.

SILVA, Lisandra Oliveira; MARTINELLI, Rafael. O circo itinerante: compartilhando experiências de estágio de educação física na educação infantil. Cadernos de Formação RBCE, [s. l.], v. 7, n. 2, p. 43-56, 2017. Disponível em: <http://oldarchive.rbceonline.org.br/index.php/cadernos/article/view/2190>. Acesso em: 11 out. 2021.

SOUSA, Priscilla de Araújo Costa. Educação Física e inclusão: experiências no estágio supervisionado na educação infantil. Revista Educação, Artes e Inclusão, Santa Catarina, v. 15, n. 1, p. 246-265, 2019. Disponível em: <https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/12144/pdf>. Acesso em: 11 out. 2021.

SOUZA, Marcela Tavares; SILVA, Michely Dias.; CARVALHO, Rachel. Revisão integrativa: o que é e como fazer? Einstein, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102-106, 2010. Disponível em: <https://journal.einstein.br/pt-br/article/revisao-integrativa-o-que-e-e-como-fazer/>. Acesso em: 14 out. 2021.

TANI, Go. Abordagem desenvolvimentista: 20 anos depois. Revista de Educação Física da UEM, Maringá/PR, v. 19, n. 3, p. 313-331, jul./set. 2008. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/5022. Acesso em: 11 nov. 2021.

TEIXEIRA, Francisco Claudeci Faustino et al. Relato de experiência no estágio supervisionado I no ensino infantil. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 21, n. 2, p. 1195-1207, 2017. Disponível em: <https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/10195>. Acesso em: 11 out. 2021.

ZANDOMÍNEGUE, Bethânia Alves Costa. As produções culturais das crianças como eixo de articulação curricular da educação física com a educação infantil. 2018. 342f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Centro de Educação Física e Desportos, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2018.

ZILIOTTO, Daniele Sotta; MADEIROS, Cristina Carta Cardoso de. Estágio curricular supervisionado no curso de licenciatura em Educação Física: apontamentos para um estado da arte. Revista Brasileira de Ensino Superior, Passo Fundo, v. 4, n. 4, p. 68-86, 2018. Disponível em: <http://seer.imed.edu.br/index.php/REBES/article/view/2938>. Acesso em: 11 out. 2021.

Publicado
2022-04-08
Seção
O PAPEL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA