CURRÍCULO E ENSINO DO CURSO DE DOUTORADO EM EDUCAÇÃO NA AMAZÔNIA: APONTAMENTOS DOCENTES SOBRE A REDE EDUCANORTE

Palavras-chave: Doutorado em rede. Ensino Presencial mediado por tecnologias ciberculturais. Rede Educanorte.

Resumo

O Curso de Doutorado em Educação na Amazônia se constituiu como prioridade institucional das diferentes universidades associadas da região Norte, comprometidas com a ampliação da pós-graduação stricto sensu, especificamente nas áreas de conhecimento voltadas para o desenvolvimento sustentável, para a preservação dos ambientes naturais e, em especial, para a educação da Amazônia. Estes são princípios de seu projeto de curso que se estrutura em rede e articula pesquisadores vinculados a nove IES amazônicas (UEA, UFAM, UFPA, UNIR, UFRR, UFAC, UNIFAP, UFOPA e UFT), que formam a rede Educanorte de instituição coordenadora, instituição polo ou instituição associada, visando o desenvolvimento, aprofundamento e qualificação do conhecimento produzido acerca das práticas educativas da região amazônica. O texto é um estudo teórico, uma produção resultante de Pesquisa Bibliográfica e Pesquisa Documental com/no documento Análise de Propostas de Cursos Novos (APCN), sobre o itinerário curricular e a experiência de oferta dos componentes curriculares mediados por tecnologias digitais, retratando currículo e didática do curso, dialogando com autores como: Paulo Freire (2015), Terezinha Rios (2010), Bernard Charlot (2000), José Augusto Pacheco (2005), Alice Lopes e Elizabeth Macedo (2011), Lúcia Santaella (2004, 2013), Marco Silva (2002, 2006), Margarita Victoria Gomez (2004). Nas Considerações Conclusivas fazemos apontamentos dos desafios do Doutorado em rede e sobre “Ensino Presencial” mediado porTecnologias Digitais Ciberculturais (TDC)”.

Biografia do Autor

José Damião Trindade Rocha, Universidade Federal do Tocantins

Pós-Doc. pela UEPA. Doutor em educação pela UFBA. Mestre em educação brasileira pela UFG. Docente do PGEDA/UFPA/UFT e PPGE/UFT. Vice coordenador do Polo Palmas do PGEDA/UFT. Coordenador do PPPGE/UFT. Líder do grupo de pesquisa Gepce/Minorias. Sócio Anped GT 12.

Wilma de Nazaré Baía Coelho, PPEB / PPGECM/UFPA

Doutora em Educação pela UFRN. Mestra pela UNAMA. Docente do PPEB/UFPA e do PPGECM/UFPA. Vice Coordenadora do PGEDA/UFPA no período de maio de 2019 a outubro de 2020. Coordenadora do PGEDA/UFPA no período de novembro de 2020 a maio de 2021. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais - NEAB/GERA/UFPA. Integra a Comissão de Diversidade, Acessibilidade e Ações Afirmativas/Anped (2021-2023). Bolsista de Produtividade do CNPq - Nível 1 D. 

Dinair Leal da Hora, PPEB/PGEDA/UFPA

Pós-Doc. em Administração Escolar e Economia da Educação pela USP e em Sociologia das Organizações Educacionais pela Universidade do Minho UMINHO/Portugal. Doutora em Educação pela UNICAMP. Mestra em Educação pela PUC/SP. Docente do PPEB/UFPA. Coordenadora do PGEDA/UFPA no período de maio de 2019 a outubro de 2020. 

Referências

APCN/PGEDA/CAPES. Análise de Propostas de Cursos Novos do Curso de Doutorado em Educação na Amazônia. 2017. https://coleta.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/viewPrograma.jsf;jsessionid=p79tL5vFcNnqL-FpWxjM-WSP.sucupira-204?popup=true&cd_programa=15001016166P8 Consulta em 20/09/2020.
BRASIL/MEC/CAPES. PLANO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO (PNPG 2011 -2020). Brasília, DF: CAPES, 2010. https://www.uab.capes.gov.br/images/stories/download/PNPG_Miolo_V2.pdf
CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. 6 eds., 12ª reimp. São Paulo: Paz e Terra, 2009.
CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber: elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.
FERREIRA, Anne de Matos S.; COELHO, Wilma Nazaré Baía. Plano de desenvolvimento institucional (2014-2019) nos institutos federais: o perfil dos agentes elaboradores. Revista Educação em Questão (ONLINE), v. 58, p. 1-24, 2020. https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/19127/12494
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 51 ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.
HETKOWSKI e DANTAS. Apresentação do Dossiê Educação e Mestrados Profissionais. In: Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 25, n. 47, p. 19-22, set./dez. 2016. https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/issue/view/284 Consulta em 8/11/2020.
HORA, Dinair Leal da. Concepções de educação e justiça: articulação possível com a gestão democrática da escola. Revista Exitus, v. 11, p. 1-13, 2021. http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/1508/969
LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo, Ed. 34, 2 eds., 2000.
LOPES, Alice Casimiro e MACEDO, Elizabeth (Orgs). Currículo: debates contemporâneos. 2ª reimp., São Paulo, SP: Cortez, 2002.
MENDONÇA, F. D. et al. Região Norte do Brasil e a pandemia de COVID-19: análise socioeconômica e epidemiológica. Journal Health NPEPS, Tangará da Serra, v. 5, n. 1, p. 20-37, jan./jun., 2020. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/4535. Acesso: 21/11/2020
PACHECO, José Augusto. Escritos curriculares. São Paulo: Cortez, 2005.
RIOS, Terezinha Azeredo. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. 8 eds., 4ª reimp., SP: Cortez, 2010.
RAMAL, Andréa Cecília. Educação na cibercultura: hipertexto, leitura, escrita e aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2002.
ROCHA, Damião; COELHO, Marcos Irondes; BOMBARDA, Fábio. A escola do pé de manga: unidocência e classe (multi)seriada de uma escola rural mato-grossense. In: Revista Humanidades & Inovação, v. 7, p. 138-148, 2020. file:///C:/Users/Admin/Downloads/3025-Texto%20do%20artigo-11321-1-10-20200803.pdf. Consulta em 8/11/2020.
ROCHA, J. Damião T.; FILHO, Valtuir Soares. UAB na federal do Tocantins: uma experiência de colaboração, gestão e inovação na educação mediada por tecnologias. In: Revista Observatório, v. 5, n. 3, p. 33-49, 1 maio 2019. https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/5765. Consulta em 8/11/2020.
SANTAELLA, Lucia. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.
SOUZA, Elizeu Clementino e COSTA, Lívia Fialho. Editorial do Dossiê Educação e Mestrados Profissionais. In: Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 25, n. 47, p. 19-22, set./dez. 2016. https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/issue/view/284 Consulta em 8/11/2020.
SILVA, Marco. (Org.). Educação online: teorias, práticas, legislação, formação corporativa. 2 eds.; São Paulo, SP: Loyola, 2006.
SILVA, Marco. SANTOS, Edméa. (Orgs.). Avaliação da aprendizagem em educação "online": fundamentos, interfaces e dispositivos, relatos de experiências. 3 eds.; São Paulo, SP: Loyola, 2006.
SILVA, Marco. Sala de aula interativa. 6 eds.; Rio de Janeiro, RJ: Loyola, 2012.
TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. D. M. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.
TRÓPIA, Guilherme e CALDEIRA, Ademir Donizeti. A relação com o saber de Bernard Charlot e seu vínculo com a epistemologia de Gaston Bachelard. http://www.nutes.ufrj.br/abrapec/vienpec/CR2/p658.pdf. Consulta em 10/10/2020.
Publicado
2021-07-20
Seção
ARTIGOS DE FLUXO CONTÍNUO