TECENDO FEMINISMO COM A MOÇA TECELÃ

  • Irma Cristina Galhardo Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Mulher. Subalternidade. Subversão. Agência de sujeito.

Resumo

Este trabalho propõe um olhar sobre a mulher ocidental contemporânea a partir do conto “A Moça Tecelã”, de Marina Colasanti (2001). Para tanto nos apoiaremos nas ideias de Judith Butler (2003) e Virgínia Woolf (2014), entre outros. A metodologia adotada é a pesquisa bibliográfica, livros como Lilith: A Lua Negra, de Roberto Sicuteri (2014), Feminino + Masculino, de Monika Von Koos (2000), e A Dominação Masculina, de Pierre Bourdieu (2002), serão utilizados. Transitaremos por temas como criação e agência de sujeito, além de subalternidade e subversão.

Biografia do Autor

Irma Cristina Galhardo, Universidade Federal do Tocantins

Graduada em Direito pela Universidade Católica de Goiás (1993), Pós-graduada em Cultura Africana e do Negro no Brasil pela Universidade Federal do Tocantins (2010) e em Docência em Ensino Superior pelo Instituto de Pós-­graduação do Tocantins (2008). É escritora, cordelista e contadora de histórias. Tem cinco livros publicados e vários prêmios por editais. É membro da Academia Palmense de Letras no Tocantins, membro correspondente de algumas Academias de Letras do Brasil e já participou oficialmente de Salões do Livro na Suíça e na Itália. É referência em Literatura Infantil tocantinense, tendo executado o maior projeto de livro e leitura do Tocantins, percorrendo escolas públicas de 41 municípios. Atua principalmente nos seguintes temas: literatura tocantinense, lendas, literatura infantil e literatura indigena, literatura infantil tocantinense.

Referências

BOURDIEU, Pierre. A Dominação Masculina. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

______. Mecanismos psíquicos del poder: teorías sobre la sujeción. 2. ed. Madrid: Ediciones Cátedra, 2010.

COLASANTI, Marina. Doze Reis e a Moça no Labirinto do Vento. 11. ed. São Paulo: Global Editora, 2001.

FREUD, Sigmund. Novas conferências introdutórias sobre Psicanálise [1932-1936]. In: Edição standard brasileira das obras psicológicas completas. Rio de Janeiro: Imago, 1972. v. XXII.

FURLIN, Neiva. Sujeito e agência no pensamento de Judith Butler: contribuições para a teoria social. Soc. e Cult., Goiânia, v. 16, n. 2, p. 395-403, jul./dez. 2013.

GOULD, Joan. Fiando Palha, Tecendo Ouro. Rio de janeiro: Rocco, 2007.

HOMERO. Odisseia. São Paulo: Cosac Naify, 2014.

KOSS, Monika Von. Feminino + Masculino. São Paulo: Escrituras editora, 2000.

SICUTERI, Roberto. Lilith: A Lua Negra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

WOOLF, Virgínia. Um teto todo seu. São Paulo: Tordesilhas, 2014.

Publicado
2019-07-05