A MULHER NEGRA NO MAGISTÉRIO: REFLEXÕES EM TORNO DE TRAJETÓRIAS HISTÓRICAS

REFLECTIONS AROUND HISTORICAL TRAJECTORIES

  • Camila Ferreira da Silva Telles UNEB
  • Isaías de Jesus Santos
  • Cinthia Nolácio de Almeida Maia
  • Lúcia Gracia Ferreira ufrb

Resumo

O presente trabalho pretende, dentro de uma perspectiva voltada às narrativas como alternativas de investigação, estudar o processo de inserção da mulher negra no magistério, atentando-se para os reflexos dessa trajetória nas histórias de luta da mulher. Trata-se não apenas da reflexão das narrativas como instrumento pedagógico, mas ainda de uma tentativa situar no contexto atual a mulher negra como educadora. Com base em uma metodologia focada nas histórias de vida dessas mulheres negras, buscaremos explorar os relatos de uma realidade que produziu uma história. Alguns eixos temáticos norteiam e fundamentam o presente trabalho, a destacar: a discriminação de gênero e racial e a docente. Dessa forma, torna-se de suma importância a discussão em torno dos eixos mencionados, voltando-os para o ambiente escolar, o que implica em uma nova postura profissional das educadoras negras que constantemente lutam pela (re)construção e (re) criação da sua identidade, tantas vezes caracterizadas pela desigualdade social e a discriminação racial e de gênero.

Biografia do Autor

Camila Ferreira da Silva Telles, UNEB

Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia. Especialização em Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas pela Universidade do Estado da Bahia.

Isaías de Jesus Santos

Graduado em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia.

Cinthia Nolácio de Almeida Maia

Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia. Professora Assistente da Universidade do Estado da Bahia.

Publicado
2019-03-01
Seção
Artigos