LITERATURA AFRO-BRASILEIRA: NA PERSPECTIVA DE NOVOS SABERES NO ENSINO FUNDAMENTAL II EM ARAGUATINS

EN LA PERSPECTIVA DE NUEVOS SABERES EN LA ENSEÑANZA FUNDAMENTAL II EN ARAGUATINS

  • Patrícia Karla Morais Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
  • Rosana Quadros Santos Leite Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Resumo

Neste artigo, faz-se uma reflexão sobre a obrigatoriedade do ensino de Literatura Afro-brasileira nas escolas de Ensino Fundamental ll, localizadas no município de Araguatins, além de enfatizar sobre a necessidade em valorizar a literatura afro-brasileira, a partir da analise da Lei 10.639/03, que trata sobre a obrigatoriedade do ensino de literatura afro-brasileira nas escolas de ensino regular. Optou-se por uma pesquisa de cunho bibliográfica e descritiva, de caráter quantitativo, pautada em renomados autores que tratam sobre o ensino de literatura afro-brasileira. Diante de análises sobre a obrigatoriedade do ensino, é possível compreender a necessidade em conhecer a fundo a cultura de um povo, como forma de quebra de preconceitos e para crescimento social do indivíduo, além da valorização de sua cultura. Por meio da pesquisa realizada foi possível entender sobre o ensino de literatura afro-brasileira, sua significação e os pontos que impedem a efetivação da Lei 10.639/03 nos estabelecimentos de ensino fundamental.

Biografia do Autor

Patrícia Karla Morais, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Graduada em Turismo com ênfase em Hotelaria, pela Faculdade Santa Helena (FSH/Recife). Com experiência em planejamento e organização de eventos. Graduada em Licenciatura em Letras Língua Portuguesa, Língua Espanhola e respectivas Literaturas, pela Universidade Estadual do Tocantins (Unitins).

Rosana Quadros Santos Leite, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Possui graduação em Letras - Português e Inglês e Respectivas Literaturas pela Fundação Universidade Federal do Tocantins (2006). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Letras e Graduação em Pedagogia pela Instituição FAIARA. Pós-Graduação em Língua Portuguesa e Literatura.

Publicado
2019-03-01
Seção
Artigos