PEDAGOGIAS EXPLÍCITAS EM CRECHE: RELATO DE UMA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO EM CONTEXTO PORTUGUÊS

Sara de Barros Araújo, Tânia Monteiro

Resumo


O presente artigo apresenta um estudo de investigação-ação que visou analisar os efeitos da experimentação de pedagogias explícitas em contexto de creche. O estudo apresentou os seguintes objetivos específicos: (i) implementar mudanças ao nível da organização espácio-material das salas e da natureza das atividades desenvolvidas, através da experimentação de propostas oriundas das abordagens HighScope e de Elinor Goldschmied; (ii) regular o processo de mudança através de processos reflexivos colaborativos; e, (iii) compreender os efeitos percebidos do processo de experimentação pela voz dos atores implicados. Os resultados revelam efeitos positivos do processo de experimentação refletida ao nível das dimensões pedagógicas previstas no plano de ação, bem como no envolvimento das famílias, uma dimensão emergente no estudo. Traduzem, igualmente, as sinergias entre estes efeitos e as aprendizagens profissionais, bem como a relevância de referenciais explícitos na qualificação dos contextos de creche.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Sara Barros. Avaliação da qualidade em creche: o bem-estar e o envolvimento da criança como processos centrais. Nuances: Estudos sobre Educação, São Paulo, v. 25, n. 3, p. 100-115, set./dez. 2014.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Pareceres e recomendações 1994, volume I: A educação pré-escolar em Portugal (relator: João Formosinho). Lisboa: Conselho Nacional de Educação,1994.

DAHLBERG, Gunilla; MOSS, Peter. Ethics and politics in early childhood education. London: RoutledgeFalmer, 2005.

ELFER, Peter; GOLDSCHMIED, Elinor; SELLECK, Dorothy. Key persons in the nursery: Building relationships for quality provision. London: David Fulton Publishers, 2003.

ELFER, Peter; GOLDSCHMIED, Elinor; SELLECK, Dorothy. Key persons in the early years: Building relationships for quality provision in early years settings and primary schools (2a ed.). London: David Fulton Publishers, 2012.

ELLIOTT, John. El cambio educativo desde la investigación-acción (4ª ed.). Madrid: Edições Morata, 2005.

FORMOSINHO, João. Prefácio: Modelos curriculares na educação básica – o caminho das pedagogias explícitas. In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia (Org.). Modelos curriculares para a Educação de Infância: construindo uma práxis de participação (4ª ed.). Porto: Porto Editora, 2013. p. 9-24.

GOLDSCHMIED, Elinor. Educar en la escuela infantil. Barcelona: Octaedro / Rosa Sensat, 2002.

GOLDSCHMIED, Elinor; JACKSON, Sonia. People under three: Young children in day care. London: Routledge, 1994.

GOLDSCHMIED, Elinor; JACKSON, Sonia. People under three: Young children in day care (2nd ed.). London: Routledge, 2004.

HIGH/SCOPE EDUCATIONAL RESEARCH FOUNDATION. User guide for the High/Scope Child Observation Record for Infants and Toddlers. Ypsilanti, MI: High/Scope Press, 2002.

HIGHSCOPE EDUCATIONAL RESEARCH FOUNDATION. Infant-Toddler Program Quality Assessment (PQA): Form A – Observation items. Ypsilanti, MI: HighScope Press, 2013a.

HIGHSCOPE EDUCATIONAL RESEARCH FOUNDATION. Program Quality Assessment (PQA): Form B – Agency items for Infant-Toddler and Preschool Programs. Ypsilanti, MI: HighScope Press, 2013b.

KEMMIS, Stephen; MC TAGGART, Robin. Como planificar la investigación-acción. Barcelona: Laertes, 1992.

KRUSE, Tricia. Building a High/Scope program: Infant-toddler programs. Ypsilanti, MI: High/Scope Educational Research Foundation, 2005.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. A educação pré-escolar e os cuidados para a infância em Portugal. Lisboa: Ministério da Educação-Departamento da Educação Básica, 2000.

MOSS, Peter. Editorial: Time for more storytelling. European Early Childhood Education Research Journal, v. 23, n. 1, p. 1-4. 2015.

OECD. Starting strong: Early childhood education and care. Paris: OECD, 2001.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia. Pedagogia(s) da infância: reconstruindo uma praxis de participação. In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; KISHIMOTO; Tizuko Morchida; PINAZZA, Mônica Apezzato (Orgs.). Pedagogias(s) da Infância: Dialogando com o passado, construindo o futuro. Porto Alegre: Artmed Editora, 2007. p. 13-36.

Post, Jacalyn; Hohmann, Mary. Educação de bebés em infantários: Cuidados e primeiras aprendizagens. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2003.

POST, Jacalyn; HOHMANN, Mary; EPSTEIN, Ann. Tender care and early learning: Supporting infants and toddlers in child care settings (2nd ed.). Ypsilanti, MI: HighScope Press, 2011.

RANDALL, Vicky. Childcare policies in the European states: limits to convergence. Journal of European Public Policy, vol. 7, n. 3, p. 346-68. 2000.

VIEIRA, Flávia; MOREIRA, Maria Alfredo. Supervisão e avaliação do desempenho docente: Para uma abordagem de orientação transformadora. Lisboa: Ministério da Educação-Conselho Científico para a Avaliação de Professores, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Sara de Barros Araújo

e-ISSN: 2358-8322

Copyright: © 2014 Unitins

 

Revista Humanidades e Inovação

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

108 Sul Alameda 11, Lote 03 - CEP.: 77020-122 - Palmas-Tocantins

Tel.: (63) 3218-4911

 E-mail: rev.humanidades@unitins.br

 

 

Indexadores:

LatindexSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

RedibRed Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Espanha)

Livre!Portal para periódicos de livre acesso na Internet (Brasil)

MiarInformation Matrix for the Analysis of Journals (Universitat de Barcelona, Generalitat de Catalunya)

Mir@bel - (Re) cueillir les savoirs (Sciences Po Lyon, Sciences Po Grenoble e Diderot Biblioteca Lyon, França)

Diadorim Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Brasil)