COMO SE CONSTRÓI A IDENTIDADE DE PROFESSORES DE CRIANÇAS E DE CRECHES?

Andréa Rodrigues de Sousa, José Carlos de Melo

Resumo


A presente pesquisa objetiva analisar a contribuição do processo de formação continuada no âmbito do Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil - CEDEI, na construção da identidade docente de suas alunas e suas concepções acerca do referido tema. Realizou-se um estudo teórico e uma investigação empírica, O aporte teórico-metodológico se subsidiou pela pesquisa bibliográfica está baseado em Louro (2007), Ciampa (2007), Hall (2011) dentre outros, por meio de uma revisão literária, e na pesquisa de campo com enfoque no Estudo Exploratório. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados um questionário do tipo semiaberto com trinta alunas. Conclui-se que o processo de formação continuada realizada pelo CEDEI vem contribuindo significativamente para a construção, bem como o fortalecimento da identidade docente das professoras de educação infantil da rede municipal estudada, diante das demandas exigidas para atuar nesta etapa da educação básica.

Palavras chave: ldentidade docente; Educação Infantil; CEDEI

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Maria Margarida. Introdução à metodologia do trabalho científico. São Paulo. 9 Ed. Atlas, 2009.

ARIÈS, P. História social da infância e da família. Tradução: D. Flaksman. Rio de

Janeiro: LCT, 1978.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988.

_______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 1996.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CERISARA, A. B. Professoras de educação infantil: entre o feminino e o profissional. São Paulo: Cortez, 2002.

CIAMPA, Antônio da Costa. A estória do Severino e a história de Severina. 9ª reimpr. São Paulo: Brasiliense, 2007.

DUBAR, Claude. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. SP: Martins Fontes, 2005.

______, Claude. A crise das identidades: a interpretação de uma mutação. Tradução: Catarina Matos. Portugal: Edições Afrontamentos, 2006.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio básico da Língua Portuguesa. RJ: Nova Fronteira, 2003. P.214.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. São Paulo: Olho D'água, 1997.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. 11.ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

KUHLMANN JR. M. O jardim de infância e a educação das crianças pobres: final do século XIX e início do século XX. In: MONARCHA, Carlos (org.). Educação da infância brasileira: 1875-1983. Campinas: Autores Associados, 2001. p. 3-30.

LAKATOS, E. Maria; MARCONI, M. de Andrade. Fundamentos de metodologia científica: Técnicas de pesquisa. 7 ed. – São Paulo: Atlas, 2010.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação- uma perspectiva pós-estruturalista. 12 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

OLIVEIRA, Z. M. R. Educação infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2005.

ROSEMBERG, F. Organizações multilaterais, estado e políticas de educação infantil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 115, 6/ 32, março, 2002.

SOUZA, Andréa Rodrigues de. Formação de professores na educação infantil: um olhar sobre a formação continuada das professoras ingressantes na primeira turma do CEDEI. 2015 106f. Monografia de conclusão do curso de Pedagogia, UFMA, São Luís-MA, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 José Carlos de Melo

e-ISSN: 2358-8322

Copyright: © 2014 Unitins

 

Revista Humanidades e Inovação

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

108 Sul Alameda 11, Lote 03 - CEP.: 77020-122 - Palmas-Tocantins

Tel.: (63) 3218-4911

 E-mail: rev.humanidades@unitins.br

 

 

Indexadores:

LatindexSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

RedibRed Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Espanha)

Livre!Portal para periódicos de livre acesso na Internet (Brasil)

MiarInformation Matrix for the Analysis of Journals (Universitat de Barcelona, Generalitat de Catalunya)

Mir@bel - (Re) cueillir les savoirs (Sciences Po Lyon, Sciences Po Grenoble e Diderot Biblioteca Lyon, França)

Diadorim Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Brasil)