UM DEFEITO DE COR: HISTÓRIA, LITERATURA E MARGEM

  • Andréia Cabral Bezerra Escola de Tempo Integral Olga Benário

Resumo

Este artigo faz uma análise reflexivo-teórica acerca da ausência de uma crítica literária sobre a literatura autoral negra e o sujeito negro na perspectiva da literatura brasileira, a partir da leitura do romance histórico Um defeito de cor, de Ana Maria Gonçalves. Objetiva-se, ainda, analisar a identidade da literatura afro-brasileira por meio de sua história, cultura, religião e língua narrados pela personagem épica Kehinde.

Publicado
2017-12-05
Como Citar
BEZERRA, Andréia Cabral. UM DEFEITO DE COR: HISTÓRIA, LITERATURA E MARGEM. Humanidades & Inovação, [S.l.], v. 4, n. 6, dec. 2017. ISSN 2358-8322. Disponível em: <https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/515>. Acesso em: 18 aug. 2018.