O CORPO NEGRO DOS FILHOS DE SANTO COMO “ENTRELUGAR” DO ORIXÁ NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ

Palavras-chave: Terreiros de Candomblé. Matriz Africana. Diálogo Intercultural.

Resumo

O trabalho resulta de pesquisas que vimos realizando no último quadriênio no PPGE/UFT. Aborda a importância do corpo para os filhos de santo no ritual de incorporação e/ou estado de transe de seus orixás. Neste contexto reflete também a importância do pensamento afrodiaspórico na constituição dos rituais e doutrina das religiões não-abraâmicas dos povos ancestrais de matriz africana. Entendemos que estas questões da pesquisa contribuem para o estudo da decolonialidade e a possibilidade de diminuição da intolerância religiosa na busca de diálogo inter-religioso e intercultural de valorização das intersubjetividades dos povos de terreiro em uma sociedade que se quer plural e laica.

Biografia do Autor

Damião Rocha, UFT

Pós-doutor em Educação pela Universidade Estadual do Pará (UEPA). Docente do Doutorado em Educação na Amazônia UFPA e do PPGE/UFT. Professor da disciplina Educação Intercultural na Amazônia.

Rubenilson Pereira Araújo, UFT

Doutor em Letras: Ensino de Língua e Literatura pelo PPGL/UFT. Professor e coordenador do curso de licenciatura em Letras, atuando também na Pós-Graduação com pesquisas voltadas para o ensino em uma perspectiva de currículo pós estruturalista e suas interfaces com a educação e sociedade.  E-mail: rubenilsonaraujo@uft.edu.br

Marcelo Barbosa dos Santos, UFT

Mestrando em Letras pela Universidade Federal do Tocantins – UFT, câmpus de Porto Nacional – TO. Professor efetivo da rede pública do município de Palmas – TO.

William Vieira, UFT

Mestrando em Ensino de Ciências e Matemática da UFT/Araguaína – TO. É professor efetivo da educação básica estadual e do município de Palmas – TO.

 

Referências

BARBARA, Rosamaria Susanna. A DANÇA DAS AIABÁS - Dança, corpo e cotidiano das mulheres de candomblé. Tese de Doutorado em Sociologia. São Paulo: USP,2002. Disponível em: www.teses.usp.br. Acesso em 31/01/2020 às 20h.

BARBOSA JUNIOR, Ademir. O livro essencial de Umbanda. São Paulo: Universo dos livros, 2014.

BARROS, José Flávio Pessoa de; TEXEIRA, Maria Lina Leão. O código do corpo: inscrições e marcas dos Orixás. In: Candomblé: religião do corpo e da alma. (Org.). Rio de Janeiro: Editora Pallas, 2004. Acesso em: 26/08/19.

BORDA, Erik W. B. Raça e etnicidade em stuart hall e seu lugar nas ciências sociais Brasileiras. Disponível em: http://www.revistaaskesis.ufscar.br/pdf. v. 4. n. 2. julho/dezembro - 2015| 28 – 42. Acesso em 30/01/2020.

BOURDIEU, Pierre. O conhecimento do corpo. In:. Meditações pascalinas. Rio de Janeiro: Bertand Brasil, 2005.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão da Identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CASCUDO, Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 11. ed. São Paulo: Global: 2001.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Dicionário escolar da língua portuguesa. 2. Ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2008.

DAOLIO, Jocimar, RIGONI, Ana Carolina Capellini; ROBLE, Odilon José. Corporeidade: o legado de Marcel Mauss e Maurice Merleau-Ponty. Pro-Posições | v. 23, n. 3. p. 179-193. set./dez. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pp/v23n3/11.pdf acesso em: 01/02/2020 23:00

DURANT, Gilbert. As estruturas antropológicas do imaginário: introdução à arquetipologia geral. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

JUNG, C. G. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. Petrópolis: Vozes, 2014.

LIMA, Fábio. Corpo e Ancestralidade. Repertório, Salvador, nº 24, p.19-32, 2015. Acesso em: 23/08/19.

MANDARINO, Ana Cristina de Souza; GOMBERG, Estélio. Candomblé, corpos e poderes. Perspectivas, São Paulo, v. 43, p. 199-217, jan./jun. 2013. Acesso em: 23/08/19.

PAIVA, Kate Lane Costa de. Corpo e candomblé - conhecimento e estética na cultura popular. 16° Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores de Artes Plásticas Dinâmicas Epistemológicas em Artes Visuais – 24 a 28 de setembro de 2007 – Florianópolis, 2007. Acesso em: 24/08/19.

PINTO, Altair. Dicionário da Umbanda: anexo-pequeno vocabulário da língua Yoruba. Rio de Janeiro: ECO, 1971.

PRANDI, Reginaldo. Contos e lendas afro-brasileiros: a criação do mundo. São Paulo: Companhia das letras, 2007.

Ribeiro, Claudio de Oliveira. A Contribuição das noções de entre-lugar e de fronteira para a análise da relação entre religião e democracia. Disponível em: REVER ∙ Ano 15 ∙ Nº 02 Jul/Dez 2015. Acesso em: 22/10/2019.

SOVIK, Liv, MARTINELLI, Fernanda; GUAZINA, Liziane. Stuart Hall e os estudos da comunicação no Brasil. Disponível em: www.revistas.usp.br. p. 15-29. V.10 - Nº 3 set/dez. 2016.
Publicado
2020-09-14
Seção
Artigos