O CURRÍCULO EM CRECHE - QUE CIDADÃO DO SÉCULO XXI, AOS 3 ANOS DE IDADE?

Gabriela Portugal

Resumo


 

Resumo: A creche é um contexto educativo que, enquanto tal, tem de ter finalidades ou objetivos educativos claros, sendo indispensável a existência de um plano de aprendizagem e desenvolvimento, ou seja, um currículo que conduza a esses mesmos objetivos. Neste texto, procurar-se-á evidenciar de que modo o currículo em creche pode contribuir para que as crianças que dele usufruem desenvolvam competências essenciais a um cidadão do século XXI, aos 3 anos de idade. Nesse sentido, destacam-se características específicas de um currículo para os 0-3 anos, sublinhando a centralidade e primazia das relações, a assunção da agência e desenvolvimento holístico das crianças, o brincar e a importância da organização dos espaços e materiais; e identificam-se finalidades e objetivos educativos para o trabalho com crianças em idade de creche. Ainda, assinala-se o papel determinante de um profissional sensível, reflexivo e crítico e a importância dos serviços para as crianças entre os 0 e 3 anos de idade respeitarem e apoiarem o papel único das famílias na sua aprendizagem e desenvolvimento, defendendo-se abordagens integradas e multissetoriais nos serviços e políticas para a infância.


Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Sílvia e AGUIAR, Cecília. Assessing the quality of Portuguese child care programs for toddlers. Early Childhood Research Quarterly, 25(4), 2010, 527–535.

BARROS, Sílvia e LEAL, Teresa. Dimensões da qualidade das salas de creche do distrito do Porto. Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación, 9(2), 2011, 117–132.

BARROS, Sílvia, CADIMA, Joana, BRYANT, Donna M., COELHO, Vera, PINTO, Ana Isabel, PESSANHA, Manuela e PEIXOTO, Carla. Infant child care quality in Portugal: Associations with structural characteristics. Early Childhood Research Quarterly, 37, 2016, 118–130.

BENTO, Gabriela e PORTUGAL, Gabriela. Valorizando o espaço exterior e inovando práticas pedagógicas em educação de infância. Revista Ibero Americana de Educação, Educação Infantil (II), Vol. 72, 2016, p. 85-104.

BILTON, Helen, BENTO, Gabriela e DIAS, Gisela. Brincar ao ar livre, oportunidades de desenvolvimento e de aprendizagem fora de portas. Porto: Porto Editora, 2017.

CADIMA, Joana, PEIXOTO, Carla e LEAL, Teresa. Observação das interacções educador-criança: escala de interacção do prestador de cuidados. Análise Psicológica, 30(4), 2012, 373–386.

CARVALHO, Cindy e PORTUGAL, Gabriela. Avaliação em creche. Porto: Porto Editora, 2017.

CHICKERING, Arthur and REISSER, Linda. Education and Identity. Second Edition. The Jossey-Bass Higher and Adult Education Series, San Francisco: Jossey-Bass Inc., Publishers, 1993.

LUND, Stig, PEETERS, Jan and VAN LAERE, Katrien. Valuing the work: a 0-6 profession and parity with school teachers. In Children in Europe, Policy paper. Young Children and their services: developing a European approach. 2016.

COMISSÃO EUROPEIA, Education and Training. Great Start in Life, Conference report, Brussels: European Commission, 2017.

DALLI, Carmen, WHITE, Jayne, ROCKEL, Jean, DUHN, Iris, BUCHANAN, Emma, DAVIDSON, Susan, GANLY, Sarah, KUS, Larissa and WANG, Bo. Quality early childhood education for under-two-year-olds: what should it look like? A literature review. New Zeland: Ministry of Education, 2011.

ELFER, Peter, GOLDSCHMIED, Elinor and SELLECK, Dorothy. Key persons in the early years. David Fulton Book. Oxon: Routledge, 2012.

GIAMPINO, Sylviane. Développement du jeune enfant, modes d’accueil, formation des professionnels. Rapport remis à Laurence Rossignol, Ministre des Familles, de l’Enfance et des Droits des Femmes, 2016.

HOPKINS, Juliet. Facilitating the development of intimacy between nurses and infants in day nurseries. Early Child Development and Care, 33, 99-111, 1988.

ISSA. A quality framework for early childhood practice in services for children under three years of age. Amsterdam: International Step by Step Association, 2016.

MARTINS, Guilherme d’Oliveira (coordenador do grupo de trabalho). Perfil dos alunos para o Século XXI. Perfil dos alunos à saída da Escolaridade Obrigatória. Versão para consulta pública. Ministério da Educação. 2017. Retirado de http://dge.mec.pt/perfil. Acesso em 24 fev. 2017.

MINISTRY OF EDUCATION. Te Whariki – Early Childhood Curriculum. Ministry of Education, New Zealand, Wellington: Learning Media, 1996. Retirado de http://www.education.govt.nz/early-childhood/teaching-and-learning/ece-curriculum/te-whariki/. Acesso em 24 fev. 2017

MUSATTI, Tulia and VANDENBROECK, Michel. Pedagogical approach: holistic and multiple-purpose. In Children in Europe, Policy paper. Young Children and their services: developing a European approach. 2016.

PORTUGAL, Gabriela, CARVALHO, Cindy e BENTO, Gabriela. Orientações pedagógicas para o trabalho com crianças entre 0 e 3 anos de idade. Documento a publicar pelo Ministério da Educação de Portugal, 2017 (em fase de finalização).

PORTUGAL, Gabriela. Crianças, famílias e creches. Uma abordagem ecológica da adaptação do bebé à creche. Porto: Porto Editora, 1998.

PORTUGAL, Gabriela. Finalidades e práticas educativas em creche – das relações, atividades e organização dos espaços ao currículo na creche. Porto: CNIS. 2012. Retirado de http://novo.cnis.pt/index.php?ToDo=read_news&id=325. Acesso em 24 fev. 2017.

PORTUGAL, Gabriela. No âmago da educação em creche – o primado das relações e a importância dos espaços. In Educação da criança dos 0 aos 3 anos. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2011, p. 47-60.

VASCONCELOS, Teresa. Recomendação n.º 3/2011 – A educação dos 0 aos 3 anos. Diário da República n.º 79, Série II, de 2011-04-21. Lisboa: Conselho Nacional de Educação. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Gabriela Portugal

e-ISSN: 2358-8322

Copyright: © 2014 Unitins

 

Revista Humanidades e Inovação

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

108 Sul Alameda 11, Lote 03 - CEP.: 77020-122 - Palmas-Tocantins

Tel.: (63) 3218-4911

 E-mail: rev.humanidades@unitins.br

 

 

Indexadores:

LatindexSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

RedibRed Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Espanha)

Livre!Portal para periódicos de livre acesso na Internet (Brasil)

MiarInformation Matrix for the Analysis of Journals (Universitat de Barcelona, Generalitat de Catalunya)

Mir@bel - (Re) cueillir les savoirs (Sciences Po Lyon, Sciences Po Grenoble e Diderot Biblioteca Lyon, França)

Diadorim Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Brasil)