PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA DE HORTALIÇAS

UM INSTRUMENTO PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GERAÇÃO DE RENDA NA COMUNIDADE DA MATINHA

  • Arison José Pereira Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
  • Maria de F´átima Ribas Universidade Estadual do Tocantins
  • Roberta Zani da Silva Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
  • Rosilene Naves Domingos Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
Palavras-chave: Desenvolvimento rural sustentável, Agricultura familiar, Agricultura orgânica

Resumo

A comunidade da Matinha, localizada no município de Guaraí-TO, possui na produção de hortaliças a sua principal fonte de trabalho e renda. A Fundação Universidade do Tocantins - Unitins tem desenvolvido ações de pesquisa e extensão na comunidade, onde tem se observado grande deficiência quanto à assistência técnica e extensão rural, principalmente no que se refere à produção agroecológica de hortaliças. O sistema de produção agrícola praticado na região desde a década de 1980 vem colaborando para um processo de desequilíbrio ambiental. Apesar do caráter familiar, boa parte dos produtores da região faz uso de insumos sintéticos (fertilizantes e agrotóxicos) para a obtenção de seus produtos. O uso desses tipos de insumos pode ocasionar impactos negativos no ambiente, na qualidade dos alimentos, na saúde dos trabalhadores rurais e nos consumidores. Como o fornecimento de alimentos no futuro será dependente da preservação de toda a superfície mundial cultivável, requerendo dessa maneira um modelo de produção sustentável, torna-se necessária uma nova abordagem dos sistemas agrícolas e de desenvolvimento rural, baseados nos aspectos de conservação de recursos locais e que faça uso dos conhecimentos e métodos ecológicos modernos. Dentro dessa perspectiva, a Agroecologia busca harmonizar os conhecimentos ecológicos e as metodologias necessárias para construir modelos agrícolas que sejam ambientalmente sustentáveis e consistentes, produtivos e economicamente viáveis. Nesse contexto, o presente projeto tem por objetivos capacitar e difundir a adoção de conhecimentos, processos e tecnologias, de modo a prover o desenvolvimento de sistemas agroecológicos, visando incrementar a competitividade e a sustentabilidade da produção de hortaliças e despertar a consciência agroecológica em jovens da comunidade, com vistas à educação e preservação ambiental para as futuras gerações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arison José Pereira, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Possui graduação em Agronomia (2002), mestrado em Fitotecnia (2004) e doutorado em Fitotecnia (2007) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Atualmente é Professor Universitário Doutor IV na Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS). Membro da Comissão Assessora da Área de Agronegócio do INEP / MEC. Avaliador do INEP / MEC cadastrado no BASis.Membro na Comissão da Produção Orgânica no estado do Tocantins (CPORG-TO) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Líder do Grupo de Pesquisa em Agroecologia no Cerrado (GPAC) cadastrado no CNPq. Foi membro do Conselho Curador da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins ? FAPT, para o biênio 2011/2013. Tem experiência na área de Fitotecnia, atuando principalmente nos seguintes temas: Agroecologia, Agricultura orgânica, Adubação verde, Olericultura, Matéria Orgânica do Solo.

Roberta Zani da Silva, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (2000), Mestrado em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (2003) e Doutorado em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (2006). Desde 2007 é professora da Universidade Estadual do Tocantins lecionando as seguintes Disciplinas: Fitossanidade Aplicada ao Agronegócio, Entomologia Geral , Entomologia Agrícola, Metodologia Científica, Topografia e construções Aquícolas, Tecnologia de Produtos Agropecuário Alimentícios, Estatística e Mecanização Rural, Construção rural e Gestão de Agronegócio. Foi Coordenadora de Pesquisa Agropecuária (2008-2010 e 2015), Diretora de Pesquisa Agropecuária (2011-2012), Diretora de Pós- Graduação e de Pesquisa Institucional (2012-2013) da UNITINS. Tem experiência na área de Ciências Agrárias , com ênfase em fitossanidade , atuando principalmente nos seguintes temas: controle biológico e alternativo de insetos, criação massal de insetos e fungos entomopatogênicos. 

Rosilene Naves Domingos, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Possui graduação em Química pela Universidade Federal de Uberlândia (1989), mestrado em Agronomia (Microbiologia Agrícola) pela Universidade de São Paulo (1997) e doutorado em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003). Atualmente é professor titular da Fundação Universidade do Tocantins. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: fermentação, levedura, mel, leite in natura e qualidade microbiológica.

Publicado
2018-12-21