POLÍTICAS DE EXTENSÃO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E A GESTÃO DE ESPAÇOS EDUCACIONAIS NO IFRN CAMPUS NATAL CENTRAL

Palavras-chave: Extensão. Políticas. Educação Profissional. Gestão.

Resumo

O princípio educativo da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na educação superior está previsto no artigo 207 da Constituição Federal Brasileira de 1988, e tem se mostrado como característica fundamental de uma formação acadêmica integral ao longo dos anos, independente das mudanças de governo. Assim, o presente artigo tem como objetivo analisar as políticas de extensão na educação profissional com ênfase na gestão dos espaços educacionais do Campus Natal Central do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, estudar os diferentes modelos de gestão escolar e demonstrar qual o modelo de gestão praticado nos diferentes âmbitos do IFRN. Para realizar a análise de conteúdo, foram efetuadas pesquisas bibliográficas e documentais com a finalidade de identificar e discutir os pontos de intersecção relevantes entre as políticas de extensão desenvolvidas e a forma como se estrutura a gestão dos espaços educacionais na educação profissional. Como consequência, destaca-se que o modelo de gestão escolhido reflete nas políticas de extensão em desenvolvimento, mas não determina a forma de efetivação das atividades extensionistas de acordo com as demandas da comunidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Lopes Tupinambá Coutinho, Universidade Potiguar - UP

Graduada em Direito

Márcio Adriano de Azevedo, Universidade do Minho/Portugal - UMinho

Pós-Doutor em Sociologia.

Referências

BRASIL. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em 25 out. 2020.

BRASIL. Constituição Federal, de 05 de outubro de 1988. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em 20 ago. 2021.

BRAVERMAN, H. Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX. 3 ed. Trad. Nathanael C. Caixeiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1977.

FERNANDES, F. C. M. Gestão dos Institutos Federais: O Desfio do Centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. HOLOS, 2009. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/267. Acesso em 20 ago. 2021.

FORMIGA, M. G. F. O Administrativo e o Pedagógico na Gestão Escolar. 2007. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2007. Disponível em: http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1071. Acesso em 20 ago. 2021.

FORPROEX – Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras. Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus: FORPROEX, 2012. Disponível em: https://proex.ufsc.br/files/2016/04/Pol%C3%ADtica-Nacional-de-Extens%C3%A3o-Universit%C3%A1ria-e-book.pdf. Acesso em: 20 ago. 2021.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 7 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

HARVEY, D. O Neoliberalismo, história e implicações. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2008.

IFRN – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. Resolução n. 31/2016 – CONSUP. Modifica o inciso I do Art. 84 do Regimento Geral e atualiza a Estrutura Organizacional de Referência do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. Natal, RN: Conselho Superior do IFRN. Disponível em: https://portal.ifrn.edu.br/conselhos/consup/resolucoes/2016/resolucao-no-31-2016. Acesso em 20 ago. 2021.

KUENZER, A. Z. O Trabalho como Princípio Educativo. Fundação Carlos Chagas: Cad. Pesq. São Paulo (68): 21-28, fevereiro 1989. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br//index.php/cp/article/view/1118. Acesso em 04 dez. 2020.

MELLO, C. M. ALMEIDA NETO, José Rogério Moura de. PETRILLO, Regina Pentagna. Curricularização da Extensão Universitária. Teoria/ Prática. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2020.

PACHECO, E. (Org.). Perspectivas da Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais. São Paulo: Moderna, 2012.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. 42 ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SILVA, G. SILVA, A. V. SANTOS, I. M. Concepções de gestão escolar pós-LDB: O gerencialismo e a gestão democrática. Revista Retratos da Escola. Brasília, v. 10, n. 19, p. 533-549, jul./dez. 2016. Disponível em: http://retratosdaescola.emnuvens.com.br/rde/article/view/673. Acesso em 21 ago.2021.

TAVARES, Christiane Andrade Regis. FREITAS, Katia Siqueira de. Extensão Universitária. O Patinho Feio da Academia? 1 ed. São Paulo: Paco Editorial, 2016.

Publicado
2021-10-06
Seção
Artigos