POLÍTICAS PÚBLICAS DE LEITURA NO BRASIL: UM BREVE BALANÇO

Palavras-chave: Desenvolvimento Educacional. Fomento à leitura. Ordem Econômica.

Resumo

O presente estudo tem como ponto de partida fazer um balanço das principais políticas públicas de fomento à leitura sinalizada em programas, projetos e campanhas governamentais. Partindo da gestão de Getúlio Vargas (1930) até a gestão de Dilma Rousseff (2015) o artigo vai resgatar alguns programas como o Instituto Nacional da Leitura – INL, o PROLER, Pro-Leitura, campanhas como: “Leia mais, seja mais” dentre outros. Utilizando como referencial teórico, autores que discutem a temática, tais como: (FREIRE,1989; KOSIK, 1976; LAJOLO, 1993; PERROTI, 1990; ZILBERMAN, 2004). Metodologicamente, optou-se pela pesquisa bibliográfica e documental, em especial programas e projetos que se articulam com a esfera da leitura. No estudo em tela, percebe-se um descaminho em torno da leitura, uma vez que nosso país passa por desigualdades que se alastram para outras áreas da vida social. É um efeito em cadeia, problemas de ordem econômica afetam a vida em sociedade e aniquilam o desenvolvimento educacional de sujeitos. Por fim, acreditamos que é por meio da educação, da promoção da leitura e da escrita, que, um dia, teremos um país mais igualitário e menos excludente. É por meio da educação que se transforma uma sociedade e através das políticas públicas, em particular as políticas públicas de leitura que novos acessos são possíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Natividade Santos, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Doutoranda em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura (PPGLL).

Reinaldo Batista dos Santos, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE).

Janine Oliveira Cardeal, Universidade Federal de Alagoas - UFAL

Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE).

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Capitalismo parasitário: e outros temas contemporâneos. Tradução: Eliana Aguiarr - Rio de Janeiro: Jorge Zahar, Ed, 2010.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988 – Brasília.

______. Decreto-Lei nº 93 de 21 de dezembro de 1937. Cria o Instituto Nacional do Livro. Diário Oficial da União - Seção 1 - 27/12/1937, p. 25.586. Disponível em: http://www2.camara.gov.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-93-21-dezembro-1937-350842-publicacao-1-pe.html. Acesso em: 12 jul. 2016.

______. Ministério da Cultura; Ministério da Educação; PNLL. Plano Nacional do Livro e Leitura. 2006. Disponível em: http://www.vivaleitura.com.br/pnll2/images/pnll_download.pdf. Acesso em: 15 jul. 2016.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. 23. ed. Coleção Polêmicas do nosso tempo. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989.

KOSIK, k. Dialética do concreto. trad. Célia Neves e Alderico Toríbio. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LAJOLO, Marisa. Do Mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1993.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. 3 ed, São Paulo. Ática, 2009.

LINDOSO, Felipe. O Brasil pode ser um país de leitores?: política para cultura/ política para o livro. São Paulo: Summus Editorial, 2004.

PAINI, L. D. et. al. Retrato do analfabetismo: algumas considerações sobre a educação no Brasil. Acta Sci. Human Soc. Sci: Maringá, Vol. 27, n. 2, p. 223-230, 2005.

PERROTTI, E. Confinamento Cultural, Infância e Leitura. São Paulo: Summus, 1990.

RIBEIRO, Nadja Nayra; FREIRE, J. A., C; COSTA, D. B. Políticas públicas para o livro e leitura: Programa Nacional de Biblioteca Escolar e Programa Nacional do Livro Didático. Tema 3 Trabalho Docente e Políticas Educativas, volume 2, 2013 (2654- 2661, pp).

SAVIANI, Dermeval. Educação socialista, pedagogia histórico-crítica e os desafios da sociedade de classes. In: SAVIANI, D.; LOMABARDI, J. C. (Orgs). Marxismo e educação: debates contemporâneos. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2005, p. 223-274.

SILVA, Ezequiel T. Leitura na escola e na biblioteca. Campinas, SP: Papirus, 1986.

ZILBERMAN, Regina; SILVA, Ezequiel Teodoro da. Leitura - perspectivas interdisciplinares. 5ª ed. São Paulo: Ática, 2004.

Publicado
2021-10-06
Seção
Artigos