PIBID: A CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES SOCIOINTERACIONISTAS

Palavras-chave: Sociointeracionismo. PIBID. Língua Portuguesa. Formação de professores.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo expor e analisar as possibilidades e o potencial do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) em relação aos professores em formação no que se refere à maneira como eles lidam com os discentes, ou seja, quanto a possibilidade de divergir do ensino tradicional, atuando na zona de desenvolvimento proximal (ZDP). À luz de Vygotsky (1984), Freire (1997) e Figueiredo (2019) percorreremos esse caminho. Nossa pesquisa é de base qualitativa descritiva (ERICKSON, 1986) fundamentada como pesquisa-ação (THIOLLENT, 1986) cuja coleta de dados se deu prioritariamente através de observação participante (DEMO, 1995) através da preparação e aplicação de sequências didáticas a estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental. Nossos resultados apontam desenvolvimento importante para a formação de professores sociointeracionistas que trabalham em conjunto com colegas e também com os estudantes. Todos os envolvidos alcançaram aprendizagem relevante, professores em formação e estudantes da unidade escolar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michele Marques dos Santos, Universidade Federal do Tocantins

Acadêmica do curso de Licenciatura em Letras português pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Bolsista do Programa de Iniciação à Docência (PIBID) subnúcleo Letras-Linguagens. 

Adriana Capuchinho, Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Língua inglesa (DLM/USP), mestre em Antropologia Social (DA/USP). Graduada em Letras Inglês e Português e em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP). Docente do curso de Letras - Língua inglesa na UFT-CPN e do PPG Letras UFT-CPN. Coordenadora do PIBID Letras UFT-CPN 2018-2020. 

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017
DEMO, Pedro. Metodologia científica em Ciências Sociais. São Paulo: Atlas, 1995. Disponivel em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4613808/mod_resource/content/1/PEDRO_DEMO_Metodologia_cientifica_em_cie.pdf Acesso em: 08/09/2020
ERICKSON, F. Qualitative methods in research on teaching. In M. C. Wittroch (Ed.), Handbook of research on teaching. New York, NY: Macmillan, 1986. Disponivel em: https://pdfs.semanticscholar.org/c74e/735826d50018235b98dd4723a9fad28b3956.pdf. Acesso em: 08/09/2020
FIGUEIREDO, Francisco José Quaresma de, 1962-Vygotsky: a interação no ensino/aprendizagem de línguas/ Francisco José Quaresma de Figueiredo. – 1. Ed. –São Paulo: Parábola, 2019.
_____. Psicologia pedagógica. 3ª ed. São Paulo. Editora WMF Martins Fontes, 2010.
FREIRE, Paulo. Política e educação: ensaios. São Paulo: Cortez, 1997.
THIOLLENT, M. Metodologia da Pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 1986
VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.
Publicado
2021-03-31
Seção
Artigos