O PROCESSO TRANSDISCIPLINAR NA FORMAÇÃO DOCENTE E DISCENTE NO PIBID DE LETRAS

Palavras-chave: Transdisciplinaridade. Pibid. Sequências didáticas. Gêneros do discurso. Complexidade.

Resumo

O presente artigo discute o processo de formação transdisciplinar, seja este na escola ou no meio acadêmico e, assim, trazer reflexões que dizem respeito à evolução do aluno enquanto cidadão. Realizou-se análise das possibilidades do uso de temas transversais no ambiente escolar, tentando gerar discussões a respeito e levantar contribuições para formar alunos críticos. Procurou-se relacionar as práticas do uso de temas transversais com o contexto escolar enquanto alunos de um curso de licenciatura e participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), trazendo para o texto experiências dentro e fora da sala de aula de uma unidade escolar em Porto Nacional (TO). Como aporte teórico observou-se principalmente os documentos norteadores da educação brasileira, como a BNCC e os PCNs, entre outros teóricos que nos auxiliaram, vale destacar Bakhtin (2000), Libâneo (2015), Leffa (2006), Nicolescu (1999) e Rojo (2015). Os resultados obtidos foram satisfatórios, levando em conta que as atividades e exercícios foram realizados com sucesso entre os alunos, trazendo para um pouco mais perto da realidade deles alguns temas importantes, através de atividades não tão convencionais, conforme planejado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Santos, UFT - Universidade Federal do Tocantins

Acadêmica do curso de Licenciatura em Letras Inglês pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Bolsista do Programa de Iniciação à Docência (PIBID) subnúcleo Letras-Linguagens. 

Leandro Wolff Barros, UFT - Universidade Federal do Tocantins

Acadêmico do curso de Licenciatura em Letras Inglês pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Voluntário do Programa de Iniciação à Docência (PIBID) subnúcleo Letras-Linguagens. 

Matheus Henrique Ferreira de Aguiar, UFT - Universidade Federal do Tocantins

Acadêmico do curso de Licenciatura em Letras Inglês pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Bolsista do Programa de Iniciação à Docência (PIBID) subnúcleo Letras-Linguagens. 

Adriana Carvalho Capuchinho, UFT - Universidade Federal do Tocantins

Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Língua Inglesa (DLM/USP), mestre em Antropologia Social (DA/USP). Graduada em Letras Inglês e Português e em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH-USP). Docente do curso de Letras - Língua inglesa na UFT-CPN e do PPG Letras UFT-CPN. Coordenadora do PIBID Letras UFT-CPN 2018-2020. 

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. In: –––. Estética da criação verbal. 3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000
BARBOSA, Flávia Aparecida dos Santos; FREITAS, Fernando Jorge Correia de. A didática e sua contribuição no processo de formação do professor. Disponível em: https://fapb.edu.br/wp-content/uploads/sites/13/2018/02/especial/3.pdf Acesso em: 29 jan. 2020.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua estrangeira / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília :MEC/SEF, 1998. Disponível em: www.portal.mec.gov.br/seb/pdf Acesso em: 29 jan. 2020.
BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2018. Disponível em: https://www.basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/ Acesso em: 29 jan. 2020.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais, ética / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997. 146p. Disponível em: www.portal.mec.gov.br/livro082 Acesso em: 29 jan. 2020.
FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996, p. 18.
LEFFA, Vilson J. Transdisciplinaridade no ensino de línguas: a perspectiva das teorias da complexidade. In: Rev. Brasileira de Linguística Aplicada, v. 6, n. 1, 2006. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbla/v6n1/03.pdf. Acesso em: 29 jan. 2020.
LIBÂNEO. José Carlos. O Campo Teórico-Investigativo e Profissional da Didática e a Formação de professores. Didática e formação de professores: perspectivas e inovações. Goiânia, CEPED, PUC Goiás, 2012.MORAES, M. C. Didática Transdisciplinar como expressão de uma fenomenologia complexa. Revista Inter-Legere, v. 1, n. 16, p. 186-213, 11 abr. 2015.
NICOLESCU, Basarab. O Manifesto da Transdisciplinaridade. Triom: São Paulo, 1999.
PLATÃO. Livro VII 514a - 517c. A República. Tradução de Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1972, p. 315 a 319.
ROJO, Roxane Helena R. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. Roxane Rojo, Jacqueline Barbosa. - 1 ed - São Paulo: Parábola Editorial, 2015.
SANTOS, Akiko. Complexidade e transdisciplinaridade em educação: cinco princípios para resgatar o elo perdido. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782008000100007. Acesso em: 29 jan. 2020.
VEIGA, I. P. A. A prática pedagógica do professor de didática. Campinas: Papirus, 1989.
Publicado
2021-03-31
Seção
Artigos