ESCARIFICAÇÃO ÁCIDA NA SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA DE Enterolobium schomburgkii

  • Diego Azevedo Mota UFVJM - Campus Unaí
  • Katharine Vinholte de Araújo UFVJM - Campus Unaí
  • Leonardo Barros Dobbss UFVJM - Campus Unaí
Palavras-chave: ácido sulfúrico, germinação, orelha-de-macaco, vigor

Resumo

A espécie Enterolobium schomburgkii (Benth.) conhecida popularmente como orelha-de-macaco é nativa da Amazônia e possui potencial madeireiro, aptidão a associação com bactérias fixadoras de nitrogênio, além de produzir abundante quantidade de sementes. Porém, possui dormência exógena à água quando condicionadas por longos períodos. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do ácido sulfúrico em diferentes períodos de imersão das sementes na superação de dormência e no crescimento inicial em plântulas de E. schomburgkii. A determinação da porcentagem de germinação, tempo médio de germinação e índice de velocidade de germinação foi realizada em viveiro. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado composto por seis tratamentos (períodos de imersão em ácido sulfúrico: 0, 2, 5,
10, 15 e 20 minutos), com cinco repetições em parcelas lineares com seis sacos contendo três sementes, compondo 90 sementes por tratamento. Aos sessenta e cinco dias após a semeadura avaliou-se altura da parte aérea, comprimento de raiz, diâmetro do colo e massa seca das plântulas. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e regressão para as variáveis significativas. Os tratamentos de imersão em ácido sulfúrico por 12 a 13 minutos proporcionam maiores resultados de germinação e vigor das plântulas e após 15 minutos de período de imersão em ácido sulfúrico os valores de todas as variáveis avaliadas decrescem.

Publicado
2019-05-10
Seção
Artigo científico