PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA: AS EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS DESENVOLVIDAS EM ESCOLAS DO CAMPO E QUILOMBOLAS NO ESTADO DO TOCANTINS-BRASIL

Palavras-chave: Formação de Professores. Educação do Campo e Quilombola. Interdisciplinaridade.

Resumo

O objetivo deste relato é o de apresentar a experiência na Formação de Professores no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), Núcleo da Licenciatura em Educação do Campo – Linguagens, Artes Visuais e Música, da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Arraias. O Núcleo foi composto por 3 escolas rurais, 24 alunos bolsistas, 6 alunos voluntários, 3 supervisores, sendo um para cada escola atendida e uma Coordenadora de Área. Metodologicamente, o Programa utilizou-se de planejamentos mensais, na Universidade e semanais, nas escolas campo, para que, a partir da organização e opções de ações e atividades, fossem implementadas as melhores práticas para o avanço processual da aprendizagem dos alunos e preparo para a docência. Essas intervenções foram registradas em diários de bordo e portfólios, que serviram para reflexões sobre os resultados esperados e os obtidos, possibilitando correções e continuidades ao longo do processo. A experiência mostrou que é possível criar um vínculo de colaboração constante entre Universidade e escolas de Educação Básica na formação de licenciandos, inseridos, desde os semestres iniciais da Licenciatura, no contexto múltiplo, dinâmico e desafiador de atuação futura destes profissionais, ou seja, a Educação e, preferencialmente, a Educação do Campo e Quilombola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suze da Silva Sales, Universidade Federal do Tocantins

Graduada em Pedagogia, Mestre e Doutora em Educação, Universidade Federal do Tocantins, Curso de Licenciatura em Educação do Campo. 

Alessandro Rodrigues Pimenta, Universidade Federal do Tocantins

Graduado em Filosofia, Mestre e Doutor em Filosofia, Universidade Federal do Tocantins, Curso de Licenciatura em Educação do Campo. 

Referências

ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel. Licenciatura em Educação do Campo: histórico e projeto político-pedagógico. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel e MARTINS, Aracy Alves (Org.). Educação do Campo: desafios para a formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CALDART, Roseli Salete. A Escola do Campo em Movimento. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete & MOLINA, Mônica Castagna. (Orgs). Por uma Educação do Campo. 4 ed. Petrópolis: Vozes, 2009.

CARVALHO, A. D. F. A racionalidade pedagógica da ação dos formadores de professores: um estudo sobre a epistemologia da prática docente nos cursos de licenciatura da Universidade Federal do Piauí. (Tese de Doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal do Ceará, 2007.

FERNANDES, Florestan. A formação política e o trabalho do professor. In.: CATANI, Denice Bárbara et al (orgs.). Universidade, Escola e Formação de Professores. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1987.

LEITE, S. C. Escola rural: urbanização e políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2002.

MARTINS, Fernando José. (Org). Educação do Campo e Formação Continuada de Professores: uma experiência coletiva. Porto Alegre: EST Edições; Campo Mourão: FECILCAM, 2008.

MENEZES NETO, Antônio Júlio de. Formação de professores para a Educação do Campo: projetos sociais em disputa. In: ANTUNES-ROCHA, Maria Isabel e MARTINS, Aracy Alves (Orgs.). Educação do Campo: desafios para a formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

SOUZA, Maria Antônia. Educação do Campo: Propostas e práticas pedagógicas do MST. Petrópolis: Vozes, 2006.
Publicado
2021-03-31
Seção
Artigos