ENSINO DE GEOGRAFIA COM USO DE MAPAS SOBRE O COTIDIANO DOS ALUNOS: UMA EXPERIÊNCIA DO PIBID

Palavras-chave: PIBID. Ensino de Geografia. Mapas. Cotidiano.

Resumo

Debater sobre a importância do uso de mapas relacionados ao cotidiano dos alunos, nas aulas de Geografia é objetivo desse artigo.  Como necessidade especifica do propósito adotado, foi elaborado e impresso um mapa contendo elementos dessa cotidianidade, e realizada aula experimental com uso desse material didático. Relacionar as experiências concretas é primordial para desenvolver o processo de alfabetização cartográfica e formação de consciência espacial. A proposta surgiu no âmbito do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência, a partir de observações sobre dificuldades dos alunos em conteúdos de geografia quanto ao uso e interpretação de mapas. Na metodologia operacional utilizada consta os procedimentos adotados na realização da pesquisa; os processos empregados para produção do mapa e da realização da aula. Com o uso de mapas relacionados ao cotidiano nas aulas de geografia, percebemos uma boa interação e participação dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Henrique Souza de Paula, Universidade Federal do Tocantins

Graduando em Geografia, Universidade Federal do Tocantins (UFT). Bolsista PIBID. 

Roberto Antero, Universidade Federal do Tocantins

Professor do curso de Geografia da Universidade Federal do Tocantins. Coordenador de área do PIBID.

Referências

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Comum. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10/set./2017.
CALLAI, Helena Copetti. Aprendendo a ler o mundo: a geografia nos anos iniciais do ensino fundamental. Caderno Cedes, Campinas, vol. 25, n. 66, p. 228, maio/ago. 2005.
CALLAI, Helena Copeti. A geografia e a escola: muda a geografia Muda o ensino? Terra Livre, São Paulo, n.16, p 135-152, 1ºsemestre/2001.
CASTROGIOVANI, Antônio Carlos. Ensino de geografia: práticas e textualizações no cotidiano. Porto Alegre: Mediação, 2000.
CAVALCANTI, Lana de Sousa. Geografia, escola e construção de conhecimentos. São Paulo: Papirus, 2010.
CASTELLAR, Sonia Vanzella. O letramento cartográfico e a formação docente: o ensino de geografia nas séries iniciais, 2003. 9º Encuentro de Geógrafos de América Latina. Disponível em: . Acesso em: 02/mar./ 2018.
FREIRE, Paulo. A Educação na Cidade. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001a.
KAERCHER, N. A. O gato comeu a Geografia crítica? Alguns obstáculos a superar no ensino-apendizagem de Geografia. In: PONTUSCHKA, N. N; OLIVEIRA, A. U. de. (Orgs.) Geografia em perspectiva: ensino e pesquisa. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2009. p. 221-231.
IBGE (Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística). Bases e referenciais - bases cartográficas 2019. Disponível em: . Acesso: 30/ago. /2019.
QGIS Development Team, 2019. QGIS Geographic Information System. Open Source Geospatial Foundation Project. Disponível em: . Acesso em: 10/jul./2019.
Publicado
2020-12-15
Seção
Artigos