A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FRENTE ÀS NORMAS E ROTINAS RELACIONADAS AO PROCESSAMENTO DE ARTIGOS NA CENTRAL DE MATERIAL DE ESTERILIZAÇÃO

  • Reobbe Aguiar Pereira Faculdade Guaraí-FAG
  • Célia Maria de Morais Faculdade Guaraí-FAG
  • Simoneli Jacinta dos Santos Faculdade Guaraí-FAG
  • Marivane Patricio de Miranda Silveira Faculdade Guaraí-FAG
Palavras-chave: Esterilização. Enfermeiro. Gerenciamento.

Resumo

Para o desenvolvimento deste trabalho utilizou-se de pesquisas em artigos, livros e revistas objetivando facilitar o entendimento da atuação do enfermeiro frente as normas e rotinas da Central de Material e Esterilização - CME relacionado a gestão. Esse desempenho ocorre previamente, ou seja, antes do papel administrativo exclusivo á CME sendo esta uma unidade reservada ao processamento dos artigos eivados. O objetivo principal é apontar as responsabilidades do enfermeiro no desenvolvimento das atividades ao conduzir a equipe atuante no setor utilizando-se de instrumentos como o POP uma ferramenta muito simples que organiza as normas de Trabalho de forma clara e objetiva, sendo este de grande importância. Enfatizar o cuidado e os critérios no processo dos artigos, garantindo a qualidade e por último mais não menos importante a atenção com a equipe relacionado a proteção individual cujo o enfermeiro é o gestor do setor e as responsabilidades tanto relacionado ao funcionamento, artigos e funcionários são de sua responsabilidade no que diz respeito a capacitação de sua equipe, supervisão e provisão dos artigos necessários bem como está atento a manutenção dos maquinários para que seja possível desenvolver um serviço de qualidade. Este estudo foi formulado em conformidade as portarias do COFEN e NRs pertinentes ao assunto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reobbe Aguiar Pereira, Faculdade Guaraí-FAG

Enfermeiro; Especialista Enfermagem do Trabalho; Urgência e Emergência; Unidade de Terapia Intensiva - UTI; Informática em Saúde, e Mestrando em Ciências Ambientais.

Célia Maria de Morais, Faculdade Guaraí-FAG

Acadêmica do curso de Enfermagem-Faculdade Guaraí-FAG.

Simoneli Jacinta dos Santos, Faculdade Guaraí-FAG

Acadêmica do curso de Enfermagem-Faculdade Guaraí-FAG. jnt_teles@hotmail.com

Marivane Patricio de Miranda Silveira, Faculdade Guaraí-FAG

Enfermeira; Especialista em Saúde Pública e Professora da Faculdade Guaraí-FAG.

Referências

BRASIL, Ministério da Saúde. Resolução RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002. Diário Oficial da União; Brasília; 2002. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2002/res0050_21_02_2002.html. Acesso em: 09/09/2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. Resolução RDC nº 307, de 14 de novembro de 2002. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2568070/RDC_307_2002.pdf/5e16cccf2e72-42e8-ac9a-2ed25595443e. Acesso em: 16/08/2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. RDC n° 15, de 15 de março de 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2012/rdc0015_15_03_2012.html. Acesso em 13/ 09/ 2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Resolução RDC Nº 15, de 15 de Março de 2012. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2012/rdc0015_15_03_2012.html. Acesso em: 19/08/2018.

BRASIL, Ministério da Saúde. NR 6 – Portaria GM n° 3.214, 08 de junho de 1978. Equipamento de Proteção Individual – EPI, disponibilizado Portaria SIT n.º 25, de 15 de outubro de 2001. Disponível em: http://www.portoitajai.com.br/cipa/legislacao/arquivos/nr_06.pdf. Acesso em: 19/08/2018.

COFEN, Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN 434/2012. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-n-4242012_8990.html. Acesso em: 13/09/2018.

COFEN, Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN nº 424, de 19 de abril de 2012. Disponível em: http://www.normaslegais.com.br/legislacao/resolucaocofen-424-2012.htm. Acesso em 25/09/2018.

COSTA, Aguiar; SOARES, E; COSTA, S. A. A Evolução das Centrais de Material e Esterilização: História, Atualidades e Perspectivas para a Enfermagem. Fevereiro 2014. Disponível em: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/n15/pt_reflexion2.pdf. Acesso em: 07/08/2018.

LONDRINA, Secretaria Municipal de Saúde. Procedimento Operacional Padrão POP CME. Diretoria de Atenção Primária em Saúde, 2016. Disponível em: www.ipsemg.mg.gov.br/ipsemg/ecp/files.do?evento=download&urlArqPlc=pop. Acesso em: 10/10/2018.

MARTINS, M. A, et al., Centro de Material e Esterilização: Foco na Enfermagem. Seminário de Iniciação Cientifica 2016. Disponível em: https://www.ifnmg.edu.br/arquivos/2016/proppi/sic/resumos/e8af8a13-1e4d- fbe958c-739c7776576c.pdf. Acesso em: 03/08/2018.

MARSCHALL, Taube, et al., Um Marco Conceitual ao Trabalho da Enfermagem na Central de Material e Esterilização. Cogitare Enfermagem, 2005, 10 (Mayo-Agosto). Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=483649231012> ISSN 1414-8536. Acesso 05/08/2018.

OURIQUES, Maria Élida Machado. Enfermagem no Processo de Esterilização de Materiais. Texto & Contexto Enfermagem, 2013, vol. 22, nº 03. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=71428558016. Acesso 05/08/2018.

SILVA, Arlete. Organização do trabalho na unidade centro de material. Rev. esc. enferm. USP, vol.32 n°2 São Paulo Aug. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080- 2341998000200010. Acesso em 10/08/2018.

SOBECC, Práticas Recomendadas SOBECC. 6 ed. Ver. E atual. São Paulo, SP: SOBECC: Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Materiais e Esterilização; São Paulo: Manole, 2013.

TAVARES, M. C, et al., Central de material e esterilização em hospitais pontos a observar e erros a evitar. Rev. Bras. Enferm. vol. 32, n° 02 Brasília, 2015. Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71671979000200230. Acesso em: 09/09/2018.

TIPPLE, Ana clara Ferreira Veiga, et al., O Monitoramento de Processos Físicos de Esterilização em Hospitais do Interior do Estado de Goiás. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 2011, vol. 45, nº 03. Disponível em: www.redalyc.org/comocitar.oa?id=361033310029. Acesso em: 10/09/2018.
Publicado
2019-10-01
Seção
Artigos