RELATO DE EXPERIÊNCIA DE ORGANIZAÇÃO E COORDENAÇÃO DOS JOGOS INTERNOS DA UNITINS – JIUNI ETAPA ESTADUAL NO ANO DE 2018 NA CIDADE DE DIANÓPOLIS – TO

  • Eduardo Gonçalves Barreira Universidade Estadual do Tocantins - Unitins
  • Ana Márcia Pereira Gurski Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Resumo

Com a evolução do esporte e sua revolução como prática esportiva até a profissionalização do mesmo, vários aspectos foram alterados a fim de dar uma cara mais séria e comprometida ao mesmo. Tendo em vista esse profissionalismo as faculdades de Educação Física se reprogramaram adicionando assim o esporte em suas estruturas. O presente relato de experiência teve como objetivo analisar a eficácia dos Jogos Internos da Unitins – JIUNI etapa estadual 2018 na cidade de Dianópolis, em relação à estratégia do Profissional de Educação Física a frente do evento e constatou-se que a parte organizacional de jogos foi atendida em relação ao cronograma planejado para o evento e que a presença de um profissional da área dá uma seriedade a mais para o evento no que se diz respeito a assumir e resolver pequenos conflitos que surjam. Como modificações proposta para os eventos futuros, algumas alterações serão realizadas na parte estrutural de planejamento a fim de melhor a logística geral, a logística de jogos segue a mesma por conta do sucesso alcançado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Márcia Pereira Gurski, Universidade Estadual do Tocantins - Unitins

Graduada em Processos Gerenciais pela Unopar. Pós-graduada em Gestão Pública e Qualidade no Serviço.  

Referências

ALMEIDA FILHO, N.; ROUQUARYOL, M. Z. Introdução à epidemiologia. 3. ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2002.

BERTOLOTE, Dr. J.M (coord.). Transtornos Mentais e Comportamentais: departamento de saúde mental. Organização Mundial da Saúde. Genebra, 2000.

ESPINOSA, A.F. Psiquiatria: guia prático de enfermagem. Mc Graw-Hill, 200

GIL, A. C. Métodos e técnicas em pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec/Abrasco, 2.000.

SANTOS, S. A. et al. Prevalência de transtornos mentais nas tentativas de suicídio em um hospital de emergência no Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, v.25, n.9, p. 2064-2074, jan./set.2009.
SILVA, N. G.; SILVA, P. P.; OLIVEIRA, A. G. B.. A percepção dos trabalhadores de enfermagem sobre a assistência à saúde mental em hospital universitário. Revista Ciência e Saúde. V. 11 n. 2. 2012. Disponível em:http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/11181/pdf.Acesso em:02 nov.2013.
STEFANELLI, M. C.; FUKUDA, I. M.K. ARANTES, E.C. Enfermagem Pisquiátrica em suas Dimensões Assitenciais. São Paulo: Manole, 2001
SKOGMAN, K.; ALSÉN, M.; ÖJEHAGEN, A. Sex differences in risk factors for suicide after attempted suicide: a follow-up study of 1052 suicide attempters. Soc. Psychiatry Pschiatr. Epidemiol., v.39, n.2, p.113-120, 2004.
TOWNSEND, M. C. Enfermagem Psiquiátrica: cocneitos de cuidados. Rio de Janieor: Guanabara Koogan, 2002
WERLANG, B.S.G.; BORGES, V.B.; FENSTERSEIFER, L. Fatores de risco ou proteção para a presença de ideação suicida na adolescência. Ver. Interam. Psicol., v. 39, n. 2, p. 259-266, 2005.
Publicado
2019-03-13
Seção
Relatos de Experiência