Chamada para dossiê temático: Interculturalidade e metodologias participativas na extensão universitária

2019-08-02

As lutas identitárias pelo direito à diferença articuladas às lutas contra as desigualdades sociais desafiam a extensão universitária nos contextos contemporâneos à produção de práticas de interações com a sociedade que invistam no diálogo entre diferenças culturais e, ao mesmo tempo, que democratizem as condições sociais de produção do conhecimento. Desafios políticos-institucionais surgem desse diálogo, como expressão da tentativa de superar assimetrias entre estruturas, práticas e saberes acadêmicos e não acadêmicos. Nos mais diferentes campos do saber e da atuação profissional acadêmicos emergem atividades extensionistas que zelam pela participação social na produção do conhecimento por meio de metodologias participativas e apostam na interculturalidade como um princípio transformador dos pressupostos epistemológicos e sociais dominantes.  

A América Latina tem tradição em metodologias participativas que remetem à pesquisa-ação participante na década de 1970, noções que vem dialogando com novas iniciativas como encontro de saberes e outras e outras práticas que vinculam de forma cada vez mais estrutural ensino e extensão, tendendo a apagar as distinções entre práticas voltadas ao ensino, à produção de novos saberes e a serviços à coletividade. Este dossiê vise divulgar novas expressões de saberes e práticas advindos das relações  entre a extensão universitária, os grupos étnicos e os coletivos sociais com ela implicados.

Organização:

Álamo Pimentel (UFSB)

Gustavo Bruno Bicalho Gonçalves (UFSB)

Francisco Vanderlei Ferreira da Costa (IFBA)

 

Lançamento da chamada: 2 de agosto

Prazo para submissão: 15 de outubro

Publicação: dezembro