INFLUÊNCIA DO USO DE BIOESTIMULANTES NO CRESCIMENTO DE MUDAS DE Khaya senegalensis A. JUSS

Palavras-chave: Mogno africano, Efluente de fossa asséptica biodigestor, Adubação orgânica, Bacillus subtilis

Resumo

O uso de efluentes de fossas sépticas biodigestoras é uma alternativa para produção de mudas de forma sustentável de Khaya senegalensis A. Juss, espécie que possui características que agregam valor comercial à madeira, além de fornecer uma gama de produtos madeireiros e não-madeireiros. Objetivou-se avaliar o crescimento de mudas de Khaya senegalensis A. Juss com a aplicação de doses crescentes de efluente: 0, 25, 50, 75 e 100% e com inoculação de gênero Bacillus subtilis isolado A6. O substrato utilizado foi terra de subsolo, areia e substrato comercial Bioflora na proporção 1:1:1 em tubetes (capacidade: 290 cm³), o delineamento estatístico foi em blocos inteiramente casualizados no esquema fatorial 5x2 (5 doses de efluente e duas condições de inoculação, com e sem inoculação). Após 90 dias foram avaliadas as seguintes variáveis: diâmetro do caule, altura, número de folhas e avaliações das variáveis fotossintéticas: assimilação de CO2, condutância estomática, transpiração e eficiência instantânea de carboxilação. Foram avaliadas massa seca das folhas (MSF), da raiz (MSR), do caule (MSC) e total (MST), entretanto, não sucedeu diferença significativa no crescimento das mudas com inoculação, exceto para a massa seca da folha. Os melhores resultados foram observados ao utilizar a aplicação de efluente a 100% a cada 7 dias. As mudas com inoculação de Bacillus subtilis isolado A6 e irrigada com 100% da dose do efluente apresentaram maior massa secas foliar, indicando, assim, a combinação destas bactérias com o efluente como bioestimulantes no crescimento da parte aérea das plantas.

Publicado
2022-12-20
Como Citar
Coelho Macedo, G., Batista Marques, R., Silva Barbosa, J., Marcos Milhomem da Cruz, A., Barilli , J., & Cristine Siebeneichler, S. (2022). INFLUÊNCIA DO USO DE BIOESTIMULANTES NO CRESCIMENTO DE MUDAS DE Khaya senegalensis A. JUSS. AGRI-ENVIRONMENTAL SCIENCES, 8(1), 12. https://doi.org/10.36725/agries.v8i1.7933