RECOMENDAÇÕES DE ADUBAÇÃO E DESFOLHA DO CAPIM MOMBAÇA PARA A REGIÃO DE CARAJÁS – PARÁ: EFICIÊNCIA E EFEITOS NO SOLO

Resumo

Objetivou-se avaliar características de produção do capim Mombaça submetido a diferentes recomendações de adubação com Nitrogênio, Fósforo e Potássio, combinadas com duas alturas de desfolha, bem como os efeitos desses manejos sob os atributos químicos do solo. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em arranjo fatorial 5 x 2, com seis repetições. Os tratamentos consistiram de cinco recomendações de adubação NPK (sem adubação – SA, estratégia de reposição - RP, estratégia manual 5ª aproximação Minas Gerais – 5AP, estratégia do modelo enzimático de Michaelis-Menten – MM, e, estratégia elevação de P ao máximo teor agronômico – EP), e duas alturas de desfolha (70 e 90 cm de altura). Identificou-se que o número de ciclos de produção é maior na estratégia de corte a 70 cm. Estratégias de adubação para repor os nutrientes exportados pelo pastejo (RP), e, para fornecer metade dos fertilizantes que garantem a máxima produção (MM) são mais eficientes e viáveis a longo prazo para produção de forragem, e não permitem a depleção dos estoques de P e K do solo.

Biografia do Autor

Fernando Henrryck Leal Sousa Sousa, Universidade Federal Rural da Amazônia

Possui Graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2013). Tem experiência na área de Zootecnia. É Mestre em Produção Animal na Amazônia pela Universidade Federal Rural da Amazônia.

Antonio Clementino Santos, Universidade Federal do Tocantins

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (1997), mestrado em Manejo de Solo e Água pela Universidade Federal da Paraíba (2000) e doutorado em Ciências - Tecnologias Energéticas e Nucleares (Radioisótopos/Fertilidade do solo) pela Universidade Federal de Pernambuco (2004). Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Tocantins. Atual vice-diretor do Núcleo Amazônia Oriental da SBCS. Atuou como Diretor do Núcleo Regional da Amazônia Oriental (TO, PA, AP, MA) e do Conselho Diretor da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo nas gestões de 2011 a 2013 e de 2013 a 2015. Participa da SBCS desde o ano de 1996 - Pesquisador CNPq - Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2, desde 2007. Foi coordenador do Curso de Zootecnia de novembro 2004 a maio de 2007. Atual Coordenador do Laboratório de Solos do Campus de Araguaína/UFT e do Campo Agrostológico. Atua nos Programas de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical - UFT(Mestrado e Doutorado) - Linha: Relação Solo x Planta x Animal; Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal - UFT (Mestrado e Doutorado) - Linha: Manejo e Conservação do Solo; e Programa de Pós-Graduação em Produção Animal na Amazônia - UFRA (Mestrado). Líder do Grupo de Pesquisa CNPq (Agricultura Familiar). Já orientou 12 doutores e 05 Co-orientações de doutorado, 03 Pós-doutorando; 27 mestres e 06 co-orientações de mestrado, 20 especialização, 31 trabalhos de conclusão de curso, 41 iniciação científica, e já publicou 129 artigos em periódicos científicos. Tem experiência na área de Fertilidade do Solo e nutrição mineral de plantas, atuando principalmente nos seguintes temas: relação solo x planta x animal, manejo de pastagens, manejo do solo, geoestatistica, adubação e áreas degradadas.

Raylon Pereira Maciel, Universidade Federal Rural da Amazônia

Raylon Pereira Maciel possui graduação em Zootecnia (2008) pela Universidade Federal do Tocantins, Mestrado (2010) e Doutorado (2014) em Ciência Animal Tropical pela Universidade Federal do Tocantins onde desenvolveu pesquisas sobre utilização de subprodutos agroindustriais para alimentação de ruminantes e aproveitamento de machos leiteiros para a produção de carne. Fez doutorado Sanduíche no Departamento de Ciência Animal - University of Florida (2013). Foi bolsista PNPD no Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal Tropical (2014). Atualmente é Professor Adjunto II da Universidade Federal Rural da Amazônia, Campus de Parauapebas-PA, na área de Forragicultura e Produção de Ruminantes.

Rafael Mezzomo, Universidade Federal Rural da Amazônia

Graduado em Zootecnia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2008), possui mestrado (2010) e doutorado (2013) em Zootecnia na área de nutrição animal pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal Rural da Amazônia, Campus de Parauapebas e professor permanente do Programa de Pós Graduação em Saúde e Produção Animal na Amazônia - PPGSPAA e do Programa de Pós Graduação em Produção Animal na Amazônia - PPGPAA. Tem experiência na área de Produção de Ruminantes, com ênfase em nutrição de ruminantes

Ana Flavia Gouveia Faria, Universidade Estadual do Tocatins

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal do Tocantins (2008), mestrado em Agronomia (Ciência do Solo) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2010). Doutorado em Ciências/ Ciência animal e Pastagens pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" com período sanduíche na Universidade da Flórida, MBA em Agronegócios pela USP. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Fertilidade do Solo, Nutrição de Plantas, Adubação de Plantas Forrageiras, Fisiologia de Plantas Forrageiras e Manejo de Pastagens.

Publicado
2021-10-06
Como Citar
Santos, P., Sousa, F. H. L. S., Santos, A. C., Maciel, R. P., Mezzomo, R., & Faria, A. F. G. (2021). RECOMENDAÇÕES DE ADUBAÇÃO E DESFOLHA DO CAPIM MOMBAÇA PARA A REGIÃO DE CARAJÁS – PARÁ: EFICIÊNCIA E EFEITOS NO SOLO. AGRI-ENVIRONMENTAL SCIENCES, 7(1), 14. https://doi.org/10.36725/agries.v7i1.5349