MANEJO DA IRRIGAÇÃO NA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO E NA EFICIÊNCIA DO USO DA ÁGUA EM VÁRZEAS TROPICAIS

  • Alberto Baêta dos Santos Embrapa Arroz e Feijão
  • Alexandre Bryan Heinemann
  • Mellissa Ananias Soler da Silva Embrapa Arroz e Feijão
  • Luís Fernando Stone Embrapa Arroz e Feijão
  • Leandro Barbosa Pimenta Embrapa Arroz e Feijão
  • Deivison Santos Embrapa Pesca, Aquicultura e Sistemas Agrícolas

Resumo

O manejo apropriado da água de irrigação está entre as técnicas necessárias para atingir não apenas alto potencial produtivo como também maior eficiência no uso de água e insumos nos sistemas agrícolas irrigados. Objetivou-se com este estudo determinar a influência do manejo da irrigação no desempenho agronômico de cultivares de arroz irrigado e na eficiência de uso da água, em várzeas tropicais. O estudo foi constituído por três experimentos: um, conduzido no Campo Experimental da Unitins, em Formoso do Araguaia, TO em Plintossolo Háplico distrófico; e dois experimentos foram realizados na Fazenda Palmital, da Embrapa Arroz e Feijão, no município de Goianira, GO, em Gleissolo Háplico distrófico. Foram avaliados quatro manejos de água: Inundação contínua – IC (método convencional, com lâmina de água contínua durante todo ciclo); Irrigação intermitente em todo ciclo – II; Irrigação intermitente até a floração, após contínua – IIF e Solo saturado – SS (solo mantido acima da capacidade de campo, mas sem lâmina de água), e quatro cultivares BRS Pampeira, BRS Catiana, BRS A702 CL e IRGA 424. O delineamento experimental usado foi o inteiramente casualizado, com cinco repetições, no esquema de parcelas divididas, constituídas pelos quatro manejos de água, e as subparcelas pelas cultivares. O manejo da irrigação solo saturado propicia produtividade média de grãos das cultivares de arroz irrigado similar ou superior em até 16% ao manejo tradicional de água com inundação contínua e com redução de até 82% do volume de água aplicado, o que resulta em maior eficiência de uso da água. O manejo solo saturado e irrigação intermitente constituem estratégias para racionalizar o uso dos recursos hídricos na orizicultura.

Biografia do Autor

Mellissa Ananias Soler da Silva, Embrapa Arroz e Feijão

3Eng. Agrônoma, Doutora em Agronomia, Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás, GO; mellissa.soler@embrapa.br

Luís Fernando Stone, Embrapa Arroz e Feijão

Eng. Agrônomo, Doutor em Solos e Nutrição de Plantas, Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás, GO; luis.stone@embrapa.br

Leandro Barbosa Pimenta, Embrapa Arroz e Feijão

Eng. Agrônomo, Mestre em Irrigação no Cerrado, Embrapa Arroz e Feijão, Santo Antônio de Goiás, GO; leandro.pimenta@embrapa.br

Deivison Santos, Embrapa Pesca, Aquicultura e Sistemas Agrícolas

Eng. Agrônomo, Mestre em Agronomia, Embrapa Pesca, Aquicultura e Sistemas Agrícolas, Palmas, TO;

Publicado
2021-06-14
Como Citar
Baêta dos Santos, A., Bryan Heinemann, A., Ananias Soler da Silva, M., Stone, L. F., Barbosa Pimenta, L., & Santos, D. (2021). MANEJO DA IRRIGAÇÃO NA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO E NA EFICIÊNCIA DO USO DA ÁGUA EM VÁRZEAS TROPICAIS. AGRI-ENVIRONMENTAL SCIENCES, 7(2), 13. https://doi.org/10.36725/agries.v7i2.5294

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##