DESEMPENHO AGRONÔMICO DO Megathyrsus maximus cv. Mombaça SUBMETIDO A ADUBAÇÃO FOSFATADA COM E SEM CALAGEM EM MANUTENÇÃO

  • Wanderson Lopes de Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins
  • João Pedro Da Luz Milhomem Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins
  • Jonas De Sousa Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins
  • Breno Ricardo Dos Santos Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins
  • Samuel De Deus da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Resumo

A perda de produtividade em pastagens tem sido atribuída a diversos fatores, ao longo do tempo, dentre os quais pode-se destacar a falta de adubação de manutenção e a deficiência de fósforo no solo. Nessa perspectiva, objetivou-se avaliar o desempenho agronômico do Megathyrsus maximus cv. Mombaça submetido a diferentes níveis de adubação com fósforo (P), com e sem calagem em fase de manutenção, sob pastejo, em sistema de média tecnologia, a fim de contribuir com a atividade pecuária mais produtiva e sustentável. O experimento foi conduzido em condições ambientais locais de campo no setor de recria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) – Campus Araguatins em uma área total de 480 m². O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados (DBC), com quatro repetições, totalizando 32 parcelas experimentais. O experimento foi composto por quatro níveis de fósforo (0, 30, 80 e 120 kg ha-1 de P2O5), com e sem calagem. As análises estatísticas foram realizadas com o auxílio do software SISVAR. Os resultados das análises laboratoriais e de campo foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Scott-Knott ao nível de 5% de probabilidade. O M. maximus cv. Mombaça apresentou melhores resultados produtivos com as doses de 80 kg ha-1 de P2O5 e 120 kg ha-1 de P2O5, em produção de matéria verde e de matéria seca. A pastagem obteve incremento de produtividade e em porcentagem de matéria seca com a dose de 30 kg ha-1 de P2O5 na fase de manutenção, quando precedida da correção do solo com a calagem, nas condições ambientais locais de Cerrado-Amazônia de Araguatins – TO.

Biografia do Autor

Wanderson Lopes de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Engenheiro Agrônomo. Mestrando do Programa de Pós-graduação em Produção Vegetal da Universidade Federal do Tocantins - Campus Gurupi.

João Pedro Da Luz Milhomem, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Engenheiro Agrônomo. Especialista em Docência do Ensino Superior.

Jonas De Sousa Pereira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Engenheiro Agrônomo.

Breno Ricardo Dos Santos Pereira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Engenheiro Agrônomo.

Samuel De Deus da Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins - Campus Araguatins

Engenheiro Agrônomo (UFRRJ), Mestre em Agronomia - Ciência do Solo (UFRRJ), Doutor em Agronomia Solo e Água (UFG) e Professor efetivo do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFTO - Campus Araguatins.

Publicado
2021-06-30
Como Citar
Lopes de Sousa, W., Da Luz Milhomem, J. P., De Sousa Pereira, J., Dos Santos Pereira, B. R., & De Deus da Silva, S. (2021). DESEMPENHO AGRONÔMICO DO Megathyrsus maximus cv. Mombaça SUBMETIDO A ADUBAÇÃO FOSFATADA COM E SEM CALAGEM EM MANUTENÇÃO. AGRI-ENVIRONMENTAL SCIENCES, 7(1), 11. https://doi.org/10.36725/agries.v7i1.4883