ADUBAÇÃO NPK COMO PROMOTOR DE CRESCIMENTO EM ALFACE

  • Aline Torquato Tavares Universidade Federal do Tocantins
  • Jessika Coelho Vaz Universidade Federal do Tocantins
  • Fernando Machado Haesbaert Universidade Federal do Tocantins
  • Irais Dolores Pascual Reyes Universidade Federal do Tocantins
  • Pedro Henrique Lacerda Rosa Universidade Federal do Tocantins
  • Tiago Alves Ferreira Universidade Federal do Tocantins
  • Ildon Rodrigues Nascimento Universidade Federal do Tocantins
Palavras-chave: Lactuca sativa L.,, características agronômicas, adubação química, produtividade.

Resumo

A alface é a principal hortaliça folhosa comercializada e consumida no Brasil, sendo considerada de maior valor comercial. O objetivo do trabalho foi avaliar características agronômicas da alface sob diferentes doses de adubação NPK. O experimento foi conduzido em horta urbana na cidade de Gurupi no estado do Tocantins. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados com quatro repetições e seis tratamentos da formulação adubo NPK (05-25-15): 0; 50; 100; 150; 200 e 250 kg ha-1 do formulado. A cultivar de alface utilizada foi SVR 2005, ao qual foi avaliado: diâmetro da cabeça; produtividade; massa comercial; massa total; comprimento do caule; número de folhas comerciais e número de folhas totais. A produtividade comercial de 14,5 t ha-1 foi observada na dose de 157,4 kg de NPK. Doses acima de 200 kg ha-1 resultaram em redução de incrementos para todas as características avaliadas. O diâmetro de cabeça teve seu ponto de máxima na dose de 172,9 kg ha-1 de NPK.

Biografia do Autor

Aline Torquato Tavares, Universidade Federal do Tocantins

Pós-doutoranda na Universidade Federal do Tocantins

Departamento de Agronomia

Melhoramento de Plantas/Olericultura

Publicado
2019-11-06

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##